5 Atitudes que Ajudam a Diminuir a Poluição do Mar

in , ,

Carol lista aqui 5 atitudes que ajudam a diminuir a poluição no mar, preservando este ambiente com atitudes, por vezes simples, mas que fazem a diferença.

Veja aqui neste artigo 5 atitudes que ajudam a diminuir a poluição do mar, preservando o ambiente.

Não é tão difícil fazer a nossa parte: mudanças simples de comportamento e hábitos de consumo fazem uma diferença enorme na preservação dos oceanos.

O mar acalma muitos de nós, mas o efeito não é recíproco:

Com a chegada do verão, o movimento nas praias aumenta, e a gestão inadequada do lixo também, o que coloca em risco não só a vida marinha, mas também a nossa.

5 Atitudes que Ajudam a Diminuir a Poluição do Mar

Veja 5 atitudes que podem mudar essa maré: 

1. Diminua o consumo de plástico

Parece mais do mesmo, mas, acredite: tomamos inúmeras decisões no modo automático.

Como comprar uma garrafinha de água, ou aceitar o canudinho de plástico no restaurante…

…ou comprar copinhos descartáveis para a festa das crianças.

Assim, uma garrafa plástica demora, em média, 450 anos para se decompor e desaparecer no meio ambiente.

Foto: Pixabay

Alguns estudos apontam que, se não diminuirmos a frequência e não mudarmos a forma com a qual descartamos esses copos, canudos e garrafas, os oceanos terão mais plásticos do que peixes até 2050.

Escolher produtos reutilizáveis também ajuda a economizar:

Como levar água de casa para a praia, em uma garrafa de inox, por exemplo, também faz bem para a sua saúde financeira. 

Texto relacionado: Por Que Não é Legal Nadar Com Golfinhos?

2. Informe-se antes de escolher produtos de beleza e higiene

Rótulo também é cultura.

Por causa do sistema de esgoto, os microplásticos presentes na pasta de dente, no shampoo e até nas roupas que usamos vão parar no mar.

Segundo pesquisas, hoje, os oceanos já abrigam mais de 50 trilhões de partículas de plástico.

E isso coloca em risco não só a vida marinha, como também a humana, que consome frutos do mar.

Por isso, quando for comprar produtos de cuidado pessoal, tente evitar os que contêm micropartículas – polipropileno, polietileno, tereftalato de polietileno ou metacrilato de polimetilo. 

3. Cigarro: faz mal para os humanos, e também para os oceanos

Sabia que, por ano, 4,5 trilhões de guimbas de cigarro são descartadas em todo o mundo?

E, assim como os plásticos e os microplásticos, acabam nas águas.

Foto: Pixabay

Portanto, se você fuma, nunca jogue bitucas no chão; se não fuma, fiscalize as pessoas próximas que têm esse hábito. 

4. Ser responsável com seu pet também ajuda a preservar

Se o seu cachorro ou seu gato come ração, atente-se aos ingredientes e certifique-se de que os componentes do alimento artificial são ambientalmente responsáveis.

Foto: Freepik

E tome cuidado também com o descarte da areia da caixa dos felinos: nunca jogue os resíduos na privada para não acabarem no mar. 

5. Organize ou participe de um mutirão de limpeza

Não espere que todos tenham a mesma consciência que você: quando um não cuida, a gente pode, sim, cuidar.

Organizar ou participar de um mutirão de limpeza, além de ajudar o planeta, é divertido:

Assim, você pode reunir os amigos ou até transformar a iniciativa em uma atividade familiar corriqueira.

O que ainda ajuda a educar as crianças na prática e promover uma nova consciência para o futuro.  

* Com informações da ONU.

Você faz sua parte na preservação dos oceanos? Tem mais dicas para nos contar? Deixa aqui nos comentários!

Carol Zerbato

Escrito por Carol Zerbato

Publicitária e ativista pelos direitos dos animais, Carol Zerbato já trabalhou com televisão e comunicação corporativa; foi locutora e repórter; e atuou como redatora e revisora. É criadora da Cachorra Carol - histórias em quadrinhos que retratam as relações humanos através do olhar de uma vira-lata, a fim de conscientizar a sociedade sobre a causa animal - e mãe de três filhos: Rachel, a mais velha, uma labralata; Deloris, a do meio, uma gata vira-lata adotada já adulta; e Ben, o caçula, um humano.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Terapia Assistida por Animais e seus Benefícios

Como Saber se o Seu Cachorro Está com Medo