7 dicas para escolher a melhor coleira para o seu cachorro

in

A coleira certa faz toda diferença para seu amigão. Confira 7 dicas essenciais para escolher a melhor coleira para o seu cachorro.


Experimente ir a uma loja de animais ou pesquisar na internet em busca de opções de coleira para cachorro. Você certamente encontrará modelos diversos que tornam a decisão um tanto desafiadora.

Nós passamos por isso quando pesquisamos a coleira para o nosso primeiro cão. Empolgados e sem entender absolutamente nada sobre cachorros, acabamos priorizando a estética e esquecendo detalhes importantes.

A escolha impensada quase no custou caro quando no meio de um passeio o Max escapou da coleira e por pouco não foi atropelado. Naquele momento descobrimos da maneira mais difícil como os detalhes fazem a diferença.

Se você quer conhecer esses detalhes e saber o que torna uma coleira comum, ideal para o seu cão, continue lendo esse artigo e descubra 7 dicas que irão ajudar você a escolher a melhor coleira para o seu cachorro.

Índice de conteúdo

1. A coleira é mais importante do que você imagina
2. Saiba antes que tipo de cachorro você tem em casa
3. Essas duas coisas são fundamentais
4. Se ela não serve em você, provavelmente não servirá nele
5. O cão é reflexo do dono, por isso esse detalhe é importante
6. Jamais esqueça a identificação
7. A guia quase sempre é esquecida (mas não deveria)


Via pixabay



#1. A coleira é mais importante do que você imagina

A regra número um para ter um cachorro equilibrado é fornecer exercícios, disciplina e carinho nessa ordem. A melhor maneira que fornecer exercícios e disciplina para o seu cão é através da caminhada.

Para tornar a caminhada produtiva você precisa ser o Líder. Isso significa que você está no comando, não o seu cachorro. Para que isso aconteça é essencial escolher a melhor coleira e guia, um conjunto que lhe ajudará a transmitir segurança e obter o controle.

Essa dupla é responsável por transmitir sua energia e confiança para o cão, sendo uma espécie de comunicação entre vocês. Por isso o maior aliado de uma caminhada é a coleira ideal, somada à sua energia calma e assertiva.


#2. Saiba antes que tipo de cachorro você tem em casa

Acredite, coleiras não são todas iguais. Seja de pescoço, gentle leader, martingale, peitorais ou enforcadores, cada uma delas foi projetada com um propósito específico. Por isso escolher uma boa coleira não basta, ela precisa ser a melhor para resolver o seu problema.

Para saber qual delas é a melhor avalie duas coisas: suas habilidades e o nível de controle necessário. Quanto maior os problemas de caminhada do seu cão, mais controle você precisa ter durante a caminhada.

Coleira de pescoço tradicional

Grau de habilidade do líder: Baixo.
Nível de controle sobre o cão: Baixo.
Conforto: Médio

Coleira gentle leader

Grau de habilidade do líder: Alto.
Nível de controle sobre o cão: Alto.
Conforto: Médio

Coleira martingale

Grau de habilidade do líder: Médio.
Nível de controle sobre o cão: Alto.
Conforto: Alto

Peitorais

Grau de habilidade do líder: Baixo.
Nível de controle sobre o cão: Baixo.
Conforto: Alto

Enforcadores

Grau de habilidade do líder: Alto.
Nível de controle sobre o cão: Alto.
Conforto: Baixo

Portanto, se o seu cão puxa, trava, pula, tenta escapar ou apresenta outros problemas durante a caminhada, faça a opção por um modelo que ofereça o maior controle possível dentro do limite das suas habilidades.


Via pixabay


#3. Essas duas coisas são fundamentais

Tenha em mente que dois atributos são essenciais em uma coleira para cachorro: segurança e controle.

Segurança

Por segurança entenda que ela deve proteger o animal do perigo. Seu cachorro não está preparado para sobreviver sem você e uma fuga pode significar nunca mais vê-lo.

Pior que isso, em um ambiente livre seu cão pode se machucar gravemente ou comprometer a segurança de outras pessoas. Mantê-lo seguro é portanto sua maior responsabilidade.

Para garantir segurança escolha uma coleira feita com materiais resistentes e duráveis. Observe a qualidade dos metais usados e teste as costuras em vez de escolher apenas pelos atributos estéticos.

Por fim, garanta que a coleira não escapará pelo pescoço do seu cachorro. Coleiras tradicionais (especialmente as de nylon) são mais suscetíveis a escorregões quando usadas em cães peludos ou elétricos.

Controle

Durante a caminhada você precisa estar no comando. Ao perceber seu comando, ele reconhecerá sua liderança e passará a se comportar melhor. Tudo isso acaba fazendo da caminhada uma atividade prazerosa (como deve ser).

Garanta o controle escolhendo uma coleira que permita redirecionamentos, como a Coleira Martingale. Ela atende o requisito de segurança (graças ao sistema anti fuga e alta resistência) e foi desenvolvida para facilitar redirecionamentos durante os passeios.

Evite peitorais a menos que o seu cão saiba se comportar bem durante as caminhadas. Peitorais, além de não permitirem redirecionamentos, passam a mensagem para o cão puxar mais (eles foram criados justamente para isso, uso em trenós).


#4. Se ela não serve em você, provavelmente não servirá nele

Você encontrará no mercado modelos que prometem soluções mágicas, nem sempre entregam, e ainda podem ferir gravemente o seu cão. Me refiro às coleiras de choque ou enforcadores (de metal ou nylon).

Para esses casos gostamos de dizer que “se uma coleira não fica confortável em você, ela provavelmente não servirá para o seu cão”. O conforto é importante e deverá estar logo após a segurança e controle no seu nível de prioridade.

Escolha uma coleira que entregue segurança, controle e conforto, nessa ordem de prioridade (mas sem esquecer nenhum deles). Entenda melhor quais são os prós e contras de cada modelo neste artigo.


#5. O cão é reflexo do dono, por isso esse detalhe é importante

Por alguma razão os Pet Shops insistem em colocar nas prateleiras as mesmas roupas e acessórios de sempre, com estampas e cores exageradas que em nada se parecem com o que usamos.

Comunicação e harmonia são importantes, afinal seu cão reflete a sua personalidade. Procure uma coleira que tenha a ver com você, desde que essa escolha não comprometa a segurança, controle ou conforto.

A Ruff Ruff é uma marca atemporal pensada para os cães, mas baseada no estilo dos donos. A ideia é ter produtos tão legais que incentivem os donos a incluírem seus cães na rotina.

Encontrar no mercado coleiras que harmonizem com o seu estilo pode ser uma tarefa complicada, mas vale a pena tentar.


Via pixabay


#6. Jamais esqueça a identificação

Placas de identificação permitem a um estranho bem intencionado entrar em contato com você para devolver seu cão. Certifique-se de tê-la bem presa à coleira com seu nome completo e telefone.

Quer aumentar as suas chances? Grave na plaquinha uma recompensa para quem devolver seu cachorro. Algumas marcas já oferecem plaquinhas com a coleira, mas elas podem ser facilmente encontradas em qualquer Pet Shop.


#7. A guia quase sempre é esquecida (mas não deveria)

A guia faz conjunto com a coleira e normalmente tem sua importância subdimensionada. Não faça isso, escolha uma guia compatível com a qualidade presente na coleira.

Primeiro, garanta que ela seja resistente o bastante para suportar a tensão provocada em uma situação de emergência (como uma tentativa de fuga).

Confira a qualidade das costuras, tecido e garanta que o mosquetão seja praticamente indestrutível. É aquela peça de metal que une a guia à coleira, e normalmente é o que deixa os donos na mão. A quebra do mosquetão compromete toda a segurança do conjunto.

Depois, escolha uma guia com comprimento fixo entre 1 e 1,2 metros, o suficiente para dar conforto sem abrir mão do controle. Evite guias retráteis, elas foram desenvolvidas exclusivamente para operações de busca e resgate.

Guias retráteis transmitem a mensagem de “quanto mais espaço você quiser, mais você terá”. Isso compromete o controle e a sua posição como Líder da caminhada.



Conclusão

Agora você possui todas as informações necessárias para escolher a melhor coleira para o seu cachorro. Lembre-se de priorizar segurança, controle, conforto e estilo (nessa ordem).

Com ela em mãos, exija do fabricante instruções detalhadas de como regular e utilizar a coleira de maneira adequada.

O objetivo não pode ser lhe vender uma coleira, mas oferecer a solução que você precisa para as caminhadas com seu cão.

E não deixe de conferir Cachorro fugindo durante o passeio? Saiba como evitar, dicas para você e seu cachorro terem passeios mais tranquilos. Clique aqui


artigo-desktop-2


Ruff Ruff

Escrito por Ruff Ruff

Em tudo o que fazemos nós acreditamos em desafiar o tradicional pensando o estilo de vida com nossos cães de forma diferente. Desafiamos o tradicional criando produtos muito bem projetados, feitos para durar e que proporcionam momentos especiais entre você e seu cão. Acabamos naturalmente fazendo produtos fora de série para cachorros, mas pensando no estilo dos donos. Quer conhecê-los?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Pets podem doar sangue

10 imagens para quem não resiste a um Salsichinha fofo