in

Tudo o que você precisa saber para acabar com as pulgas do seu pet

Seu pet está se coçando desesperado? Perdendo pelo? Triste, infeliz, comendo pouco? Hora de declarar guerra e acabar com as pulgas!


1º passo para acabar com as pulgas:

Conhecendo o inimigo!



Numa guerra, deve-se sempre conhecer o inimigo, por isso, soldado, comece a tomar notas!

As pulgas são artrópodes hematófagos (se alimentam de sangue). As mais comuns nos cães e gatos são as espécies Ctenocephalides canis e Ctenocephalides felis.


acabar com as pulgas


Essas pulguinhas costumam colocar seus ovos nos locais mais frequentados pelos hospedeiro (como a caminha/almofada, casinha, tapete…). Os ovos parecem com grãozinhos de areia branco-perolados (se o seu pet está infestado por pulgas você provavelmente já achou essa “areinha” na caminha ou almofada). As fêmeas podem botar até 50 ovos por dia (dando um total de aproximadamente 2 mil ovos em toda a sua vida!) e em 12 a 34 dias esses ovinhos já tornam novos vampirinho adultos, prontinhos para infestar seu bichinho!

As pulgas podem causar reação alérgica em animais mais sensíveis, além de transmitir doenças e parasitos. Animais mais jovens ou muito debilitados e com uma grande quantidade de pulgas podem chegar a apresentar anemia.

Mas, o principal é a irritação que as pulgas causam. Imagine você, infestado por vampirinhos mirins que ficam pulando de um lado pro outro?! Deixa qualquer um maluco! O animal começa a perder peso por não querer mais se alimentar, fica infeliz, estressado….terrível!


2º passo para acabar com as pulgas: 

Escolhendo a estratégia de combate



O objetivo é simples: eliminar as pulgas no hospedeiro e prevenir a reinfestação! Para isso a estratégia é aliar o controle mecânico no ambiente ao controle químico no animal. Não entendeu?! Eu explico….

As larvas de pulga, que não são bestas nem nada, curtem sombra e água fresca. É aí que você, soldado do batalhão anti pulgas, deve iniciar o seu ataque: limpar as áreas sombreadas! Uma vassoura costuma ser a arma ideal…


3º passo para acabar com as pulgas:

Conhecendo nossa armas



Você já deve ter ouvido falar nos famosos shampoo/sabonete/creme/pasta… anti-pulgas, a base de organofosforados, carbamatos e piretróides. Estas são as armas mais fracas no nosso arsenal. Para algumas infestações podem funcionar, mas em alguns casos pode acabar sendo tanto ou menos eficazes do que um tiro de chumbinho num inimigo armado até os dentes! E muito cuidado com as coleiras e produtos a base de carbamato, que podem intoxicar e matar gatos. Como estes produtos estão sendo usados indiscriminadamente (tem até gente que dá banho com sabonete anti pulga em cachorro não infestado!), as pulgas em sua maioria são resistes a estes fármacos….

Então, soldado, hora de conhecer a artilharia pesada! O M60 A3 do combate às pulgas:

Para o ambiente: No ambiente são usados os larvicidas, já que em geral quem habita o ambiente externo ao hospedeiro são as larvas. Aí nós temos os medicamento a base de metoprene (Metoprag S-2,5CE), propoxur (Bolfo, da Bayer) e DDVP (diclorvos) (presente na Coleira Vaponex da Coveli) que impedem que as pulgas passem de larvas à pupas, logo não chegam a idade adulta e não começam a se alimentar no seu pet! Outra opção são os medicamentos a base de Lufenuron (Program Plus da Novartis), um larvicida super potente. Mas atenção! Ele não mata nem pupas nem adultos!

No seu pet: São usados os adulticidas (matam pulgas adultas). As armas de escolha são Fipronil (o famoso Frontline da Merial) e Imidacloprid (Advantage Max3, da Bayer). Eles vêm em spray, spot on (aquela pastinha gosmenta que você aplica na cernelha do animal), pour on e por aí vai.


Mas muito cuidado nessa hora, soldado! Consulte sempre um veterinário antes de recorrer à artilharia pesada, afinal não queremos baixas do lado dos aliados!


artigo-desktop-2


O que você achou??

0 points
Upvote Downvote

Escrito por Mariana Benitez Fini

Mariana Benitez Fini, veterinária formada pela Universidade Federal de Tocantins. Trabalhou com diagnóstico por imagem de pequenos animais, possui interesse em comportamento e nutrição natural para pets.
Trabalha no serviço de inspeção municipal de Araçoiaba da Serra-SP, escreve para a revista Pulo do Gato, e é proprietária do Blog PetDicas.
Atualmente está procurado se especializar em equinocultura e tem como projeto para o futuro criar um canal no youtube com dicas para pets.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

cachorro mergulhando

Vídeo de cachorro mergulhando no mar é sucesso na internet

Doença renal crônica em gatos

Doença renal crônica em gatos (DRC)