in

AmeiAmei OMGOMG InteressanteInteressante

Adotei Um Pet Paraplégico, e agora?

José é um cachorro paraplégico vem contar mais sobre essa deficiência e passar algumas dicas.

Oi, aumigos!! Como aucês estão? Para quem ainda não me conhece, meu nome é José (@josesendojose), um cachorro que começou a andar sobre rodas há quase 2 anos! Minha mãe diz que sou um “cachorro especial”, mas isso todos nós somos, né? Agora além de aubaixador da BOX.Petiko, sou também blogueiro.

No instagram tenho muitos aumigos que também tem alguma deficiência e por isso eu e minha mamãe achamos importante dar algumas dicas.

Um Pet Paraplégico, e agora?

@josesendojose

O que mudou?

Aumigos, podemos ter vários tipos de deficiência! Eu perdi o movimento das minhas patas traseiras, mas tem pets que perdem movimento de todas as patas ou só de uma. Então, essa questão é muito particular.
Quando fui atropelado e fraturei a coluna tive que fazer uma cirurgia para estabilização e, após alguns dias, já comecei a ensaiar uns passos com minhas patas dianteiras. Precisei ficar muito forte nos bracinhos para poder carregar todo o meu corpo e hoje corro por tudo, mais rápido que meus irmãos, mesmo sem a cadeira de rodas. Dizem que nós, pets, nos adaptamos muito rápido às adversidades… e não é que é verdade? Sabem que até esqueço que tenho esse probleminha?

Funções fisiológicas

Uma coisa que mudou bastante foi o jeito de fazer minhas necessidades fisiológicas! Antes eu fazia sozinho e sabia quando tinha vontade, escolhia o local certo. Hoje não consigo mais fazer xixi sozinho! Sabem como faço? Minha mamãe me chama a cada 4 horas e esvazia a minha bexiga… eu adoro e não sinto dor! Quando a mamãe fala “vamos fazer xixi, Zé?” Corro para meu banheiro no quintal!! Muitos dos meus aumigos especiais não conseguem segurar o xixi, aí a mamãe deles colocam fralda e eles ficam muito estilosos. Acreditam que tenho aumigos que usam suspensório? Eu acho o máximo!!

Ah, sobre o cocô fico com um pouco de vergonha de falar! Quando eu percebo… já saiu! Acreditam? Ás vezes consigo perceber alguns segundos antes e saio correndo para não sujar minha caminha… a minha vovó brinca e fala “olha lá o rastro do José!”. Eu fico meio sem jeito, mas já me acostumei.

Fisioterapia

Após o acidente também comecei a fazer sessões semanais de reabilitação! Muita gente pergunta para mamãe se as sessões são para eu andar mas, na verdade, elas são para minhas pernas não ficarem duras e tão atrofiadas. Pessoal, o dia da fisioterapia é o dia que eu mais gosto! Amo relaxar com a acupuntura. Eu fico muito melhor a semana toda. O tio me estica todo, faz massagem, exercita os meus cambitinhos… é demais!

Além das sessões que o tio faz toda semana, a mamãe também faz exercícios comigo todos os dias antes de dormir para eu não perder tanta massa muscular.

Lesões das patas

Agora vou contar para aucês o que a mamãe mais teve dificuldade quando me adotou: as lesões das patas.
Quando eu ando saio arrastando a parte da frente das minhas patinhas traseiras e isso, com o tempo, começou a causar feridinhas de difícil cicatrização. Aí mamãe pensou: “fácil, vou comprar umas meias de criança para proteger”! Mas quem disse que funcionaria? As meias rasgavam rapidinho! E o mesmo aconteceu com muitas coisas que a mamãe foi tentando.
Mas, ufa, ela encontrou uma solução e eu vou contar para vocês. Primeiro ela enrola três camadas de atadura em cada pata e, depois, passa por cima várias camadas aquela fita adesiva larga para proteger. Mas tem que tirar todos os dias para as patas não ficarem abafadas! Mamãe sempre faz pela manhã e tira a noite!

@josesendojose

Cadeira de rodas

Cheguei na parte que todo mundo pergunta: “Ele não usa cadeirinha?”
PessoAU, nessa parte a gente difere bem dos humanos, não podemos ficar o tempo todo com a cadeirinha! Eu, por exemplo, só uso pra passear na rua! Mas em casa fico o tempo todo sem ela!

O tio veterinário explicou para a mamãe que o uso prolongado da cadeirinha acaba machucando a coluna! E sabem o pior? Não dá para deitar nem sentar quando estou com ela! Imagina ficar um tempão sem poder descansar?

Mas na hora do passeio eu não dispenso, viu? Corro por tudo com ela, subo e desço calçada, atropelo meus irmãos e o pé da mamãe! Adooooro passear! Quando a mamãe pega a cadeira eu já corro para o portão!!

O que não mudou?

Pelo o que vocês leram aí em cima deu para perceber que pouca coisa mudou na minha vida, né?
E o que não mudou? Aumigos, continuo sendo um cachorro sem vergonha que adora mexer em lixo, correr atrás de gato, sujar as patas na terra, latir para galinhas, brincar de pega pega e cabo de guerra com meus irmãos, pedir comida pra mamãe, me esconder na hora do banho, enfim, não sou (quase) nada diferente dos outros pets!

Sou um cachorro muito feliz, já acordo com os olhos brilhando e agradecendo a Deus por ter amor e carinho todos os dias!

Uma dica que posso dar aos pais dos meus aumigos é não achar que somos coitadinhos. Muita gente olha pra nós enquanto estamos passeando, felizes, e fala para a mamãe: “coitadinho, ele não anda!”, “tadinho, não seria melhor sacrificar?”. Apesar de sabermos que a pessoa não fala por mal, nós sempre voltamos tristes pra casa por ver que esse assunto ainda precisa ser muito divulgado por aí… cachorro deficiente pode, sim, ter uma vida super normal e feliz! E eu ainda tenho muuuita coisa pra viver e muita arte para fazer, né?

Aumigos, espero ter tirado algumas dúvidas! Ao longo do tempo vamos escrevendo mais por aqui e, se tiverem algum palpite sobre algum tema para discutirmos, é só falar para mamãe que eu escrevo aqui!

Até a próxima, pessoaaau!

O que você achou??

1 point
Upvote Downvote
AUbaixadaor Petiko

Escrito por AUbaixadaor Petiko

Cães, gatos e seus tutores aubaixadores da BOX.Petiko que gostam de compartilhar informações sobre alimentação, saúde, higiene, cuidados e muito mais sobre os pets.

Comentários

Leave a Reply
  1. exelente depoimentos parabéns para essa mãe maravilhosa pelo carinho e dedicação com essa coisinha tao maravilhosa que só nos dá alegria
    tenho uma fofura em casa que deslocou o fêmur e esta se adaptando a nova vida obrigado por esclarecer as dúvidas. parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Como é Ter um Golden Retriever em Apartamento

Tudo Que Você Precisa Saber Sobre Boiadeiro Australiano