Akita Inu É Bravo?

in ,

Descubra aqui se o cão Akina Inu é bravo (já adiantamos que é só amor!) e algumas outras curiosidades sobre seu comportamento

Você já ouviu falar que Akita Inu é bravo?

Já ouvi muitos dizerem que a raça Akita Inu é perigosa, da mesma forma que falam de Pitbull e outras raças grandes… 

É muito comum que as pessoas tenham ideias erradas a respeito do que torna um cachorro agressivo. 

Akita Inu É Bravo?

Os Akitas estão listados como um dos cães mais perigosos do mundo. Aí nos perguntamos o quão perigoso é o Akita Inu?

A verdade é que qualquer cão pode ser perigoso se estiver exposto a fatores ambientais negativos, como negligência, abuso ou mal-estar do dono.

Enquanto alguns cães são geneticamente predispostos a certas características agressivas, a posse irresponsável pode representar uma ameaça maior.

Isto é, muito mais significativa em relação a quão perigosa uma raça pode ser.

A percepção geral é que os cães maiores sejam sempre capazes de infligir maior dano a outros animais ou pessoas.

Mas como realmente é o Akita Inu?

O Akita Inu é uma raça grande e poderosa conhecida por seus fortes instintos protetores. 

Fonte: @snowdoguinhoo

Quem resiste a essa carinha de anjo? rsrs. 

Tenho um Akita Inu a 2 anos e posso dizer com todas letras que não são agressivos, tudo depende da criação e a relação que o tutor tem com seu cão.

O Akita é uma raça conhecida mundialmente por serem bem companheiros, porém por ser muito territorial e guardião.

Eles acabam sendo chamados de perigosos, pelo simples fato de cuidar de seus donos. 

O que ocorre com o Akita é o que ocorre com a maioria das raças caninas, senão todas.

Isto é, falta de conhecimento e informação por parte dos donos, situações de estresse, donos mal informados pelo criador ou sem interesse em aprender e pesquisar sobre a raça.

Cuidados com o Akita Inu

Um Akita é um cão de personalidade forte, mas é um cão de família.

Ele tem de receber educação, tem que conviver no meio da família para ter o conceito de matilha mais apurado.

Além disso, tem que ter regras definidas do que pode ou não pode ter e fazer, ser bem socializado com pessoas e outros cães.

Isso significa que deve aprender a andar na guia entre pessoas e outros cães desde cedo.

Deve andar de carro, andar na praça, na calçada, ver crianças brincando, jogando bola, conviver no meio da família ativamente no dia a dia.

Isso serve para o Akita e para todo cão ser melhor com os seus companheiros de “MATILHA”, ou seja, sua família.

Fonte: @snowdoguinhoo

Para a maioria das espécies, na natureza, a agressividade é um comportamento fundamental para sua sobrevivência.

É por meio dela que os animais defendem seu território, filhotes, comida e até mesmo sua posição hierárquica dentro do grupo.

Podemos dividir o comportamento agressivo em classes, para melhor entendê-lo e controlá-lo.

Independentemente dos critérios adotados, mais complexos ou mais simples, em geral as classificações se assemelham.

Texto relacionado: Mitos e Verdades Sobre um Akita Inu

Agressividade territorial

Normalmente, um cão fica mais agressivo no território dele, para defendê-lo.

Muitos cães aceitam um outro cão quando estão em espaço neutro, mas passam a atacá-lo se ele entrar no território deles ou ameaçar entrar.

Agressividade possessiva

Manifesta-se quando alguém se aproxima de um objeto, de um animal ou de uma pessoa de quem o cão tem “ciúmes”.

Ocorre, por exemplo, quando ele está com algo que considera valioso, como um osso com pedaços de carne.

Acontece também quando uma visita abraça ou cumprimenta o dono do cão.

Agressividade por medo ou dor

Às vezes, para se defender, o cão acuado pode atacar o agressor.

Ou, ameaçá-lo mostrando os dentes e rosnando, para evitar que chegue perto demais.

Um cão com dor, por medo de que um outro bicho ou uma pessoa se aproveite dessa vulnerabilidade, tende a ser agressivo.

Esse é o principal motivo que leva cães atropelados a atacar a pessoa que tenta socorrê-los.

Agressividade por dominância

Serve para mostrar quem manda.

Costuma acontecer quando é questionada ou contrariada a dominância de um cão que se considera líder do grupo.

O modo como lidamos com o cão influencia muito o comportamento dele.

A boa educação pode controlar a tendência à agressividade maior e, por outro lado, a má educação pode tornar perigoso um cão pouco agressivo. 

Portanto, devemos desmitificar esta crença de que o cão Akita Inu é bravo ou perigoso.

Pois se criarmos da maneira correta e com muito amor, são o melhor companheiro do homem!

Você tem um Akita Inu ou conhece alguém que tem? Como foi sua experiência? Conta aqui pra gente!

Camilla Dias do snowdoguinhoo

Escrito por Camilla Dias do snowdoguinhoo

Engenheira Sanitarista e Ambiental, tenho um filho de 4 patas, o @snowdoguinhoo, um Akita Inu muito fofo, carinhoso e adora uma bagunça, Snow foi quem que me ajudou a enxergar o mundo e os animais de outra maneira, hoje sou vegetariana, amante e defensora dos animais.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Adoção Especial: Ora, Todos Temos Necessidades Especiais

O Encanto dos SRD – 7 Motivos para Adotar um Vira-lata