in

InteressanteInteressante

Como escolher um hotel Pet Friendly

Quer viajar com seu pet e ficar hospedado em um hotel? Conheça 6 dicas para escolher o melhor hotel pet friendly.

Viajar com animais de estimação é uma delícia. Você aproveita para desfrutar do tempo ao lado do seu mascote, sem ter que abrir mão de conhecer novos lugares e vice-versa.

Mas uma viagem com um animal de estimação a tiracolo exige alguns cuidados especiais. É preciso estar atento ao transporte do pet, à bagagem, à programação e não devemos nos esquecer da hospedagem.

Eis aqui uma grande questão: como escolher o hotel adequado para se hospedar juntamente com o seu pet?

Hoje em dia, com o crescimento da população de animais de estimação no Brasil e a inserção destes novos integrantes às famílias, é também cada vez maior o número de estabelecimentos que decidiram abrir suas portas para receber esses viajantes.

São inúmeras opções de hotéis, pousadas e outros tipos de meios de hospedagem que hoje aderem à política “pet friendly” (como são denominados os locais onde os animais são bem-vindos). Então, cabe ao tutor escolher a alternativa que mais se adeque ao perfil do seu animal.

Mas, quais pontos levar em consideração para essa escolha?  

A Turismo 4 Patas, especialista em “Hospitalidade Animal”, sugere alguns:

 

1) CONHEÇA A POLÍTICA DO HOTEL

 

Antes de tudo, confirme se o seu pet é realmente aceito no estabelecimento escolhido. Se está dentro do porte permitido, se tem o perfil adequado às regras estabelecidas, saiba exatamente onde ele poderá circular etc.  Assim, não terão problemas ou frustrações ao chegar no local.

 

@turismo4patas

 

2) RECEPTIVIDADE

 

A forma como o meio de hospedagem comunica ao público que ali os animais de estimação são bem-vindos, a hospitalidade oferecida através de pequenos mimos como um kit de boas-vindas, um programa especialmente elaborado para os pets e a disponibilidade em encontrar soluções alternativas para satisfazer as necessidades da dupla “pet e dono” são critérios que colocam à prova o nível de aceitação animal do estabelecimento.

É muito fácil perceber quando somos, de fato, bem-vindos. Receber é mais do que aceitar. Portanto, se o estabelecimento impõe inúmeras limitações que dificultam a sua permanência com o seu mascote, ele não é uma opção. É claro que regras são necessárias, para garantir a harmonia de todos os frequentadores e devem ser respeitadas (não podemos esquecer que pet friendly não significa exclusivamente para pets. Outros clientes também estarão presentes). Mas a hospedagem tem que ser agradável para todos, incluindo o seu peludo.

 

3) ESTRUTURA DO HOTEL

 

Procure saber, por exemplo, sobre o tamanho do quarto em que ficarão acomodados, se há espaço ou local para que o pet possa fazer suas necessidades ou caminhar, se o restaurante permite a entrada de animais ou possui mesas externas, se há atividades no hotel que possam ser realizadas com o pet.

Questões como essas facilitarão o planejamento da logística diária ou mesmo a tomada de algumas decisões para a sua programação com o mascote.

 

4) SEGURANÇA

 

Alguns dos meios de hospedagem que aceitam pets têm seus próprios animais de estimação vivendo no local ou costumam ter animais rurais, muitas vezes, soltos na propriedade (como os Hotéis fazenda, por exemplo). Portanto, se o seu pet não é um animal sociável com outros animais, essa é uma questão importante.

Saber a localização da piscina também ajuda a te preparar para o caso do seu peludo ser um aficionado por água. E se ele for um mascote fujão, é importante saber se o hotel está num ambiente fechado e totalmente isolado de ruas e avenidas de grande movimentação.

Lembrando que, independente de qualquer coisa, para que o seu pet possa te acompanhar em suas viagens, é preciso que seja um animal dócil, sociável e obediente. E você precisa ser responsável e ter o controle do seu animal.

 

Artigo relacionado: PET FRIENDLY: a diferença entre aceitar e receber

 

5) LOCALIZAÇÃO

 

A localização do meio de hospedagem também pode ter a sua relevância dependendo da programação da viagem. Quanto mais próximo dos locais que vocês irão visitar, melhor. Se, na vizinhança, houver bares, restaurantes e outros estabelecimentos onde o pet seja bem-vindo junto com você, perfeito!

 

@turismo4patas

 

6) RECOMENDAÇÃO

 

Saber a opinião e a experiência de quem conhece o estabelecimento ou já esteve lá, é um fator que deve ajudar bastante na decisão. Nada como ter o parecer de um profissional que entenda do assunto ou ter a opinião de um outro dono de pet que tenha sido muito bem recebido pelo estabelecimento, juntamente com seu mascote.

Um estabelecimento reconhecidamente pet friendly, que possua certificação profissional especializada, indicações e boas avaliações de outros donos de pets, deve merecer a nossa preferência.

E, por fim, curta, divirta-se e aproveite muito a companhia do seu melhor amigo. Com todos os cuidados e um bom planejamento, vale muito a pena. Sua viagem será animal. Pode ter certeza!

Compartilhe com a gente nos comentários sua(s) experiência(s) de viagens com seu pet e como foi a hospedagem. Tem lugares para recomendar?

O que você achou??

0 points
Upvote Downvote
Turismo 4 Patas

Escrito por Turismo 4 Patas

Nós somos, Larissa Rios, Cléo (In Memorian) e Alegria. Integramos a equipe da Turismo 4 Patas, especializada em roteiros de viagens, atividades de ecoturismo e aventura e todas as opções de lazer compatíveis com a presença dos pets. Vamos dar muitas dicas sobre comportamento, saúde e bem-estar animal. Tudo para ajudar vocês a curtirem a vida juntos, numa boa, sem ter que abrir mão de uma companhia animal!!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Lugares para passear com cachorros em São Paulo

Qual é a sua desculpa?!