in ,

Cuidando da alimentação do seu velhinho!

Se você tem um cão ou gato idoso em casa, sabe que muitos cuidados devem ser tomados com nossos amigos nessa fase tão especial da vida. E, como sempre, a preocupação com a alimentação irá trazer muitos benefícios para a saúde dele!


Com o metabolismo bem menos acelerado, as exigências energéticas de animais idosos são bem menores do que um cão adulto e ativo, e acabam se tornando mais predispostos à algumas doenças crônicas e a obesidade. Por isso, cuide da quantidade de alimento oferecido, incentive sempre o consumo de água e mantenham uma vida bastante ativa com passeios e caminhadas.

Outro problema muito relatado em animais idosos é que eles não se sentem mais atraídos pela ração. Afinal, um alimento duro pode machucar quando os dentes estão naturalmente mais sensíveis. Você pode amaciar produtos secos, embebendo-os em água morna por alguns minutos e formar uma papinha, que facilitará a mastigação. E como petisco, um purê de frutas ou vegetais serão muito bem vindos!


Os petiscos sempre devem ser oferecidos com moderação. Opte por frutas ricas em água, como melancia, melão, ou vegetais no vapor como abobrinha, chuchu. Como são bem molinhas, os velhinhos conseguem mastigar tranquilamente. Caldinho morno de carne com vegetais são ótimas opções para o inverno!

O envelhecimento de todo organismo é causado por reações de oxidação, por isso muitos alimentos destinados a animais idosos é suplementado com antioxidantes que ajudam a retardar esse processo. São inúmeros os alimentos ricos em antioxidantes na natureza, que você pode oferecer como petiscos, como as frutas vermelhas, aveia e brócolis por exemplo.

Você também pode optar pela alimentação natural, onde a disponibilidade de nutrientes nos ingredientes frescos é muito maior do que na ração comercial. É mais fácil você controlar o peso do seu animal com uma dieta saborosa e nutritiva, já que muitas rações lights não são nada atrativa aos focinhos e contêm elevado teor de sódio e nutrientes de baixo valor nutricional.



A dieta natural apresenta muitas vantagens, como:

1) Reduzir (ou até eliminar) o consumo de conservantes, palatabilizantes ou corantes artificiais,

2) Oferecer uma grande variedade de nutrientes em seu estado natural, como por exemplo, antioxidantes que aumentam a imunidade e são grandes aliados no tratamento de tumores e outras doenças crônicas.

3) Aumentar a palatabilidade, ou seja, o sabor do alimento, faz com que alimentação seja mais prazerosa e ajuda muito em casos que o animal de mostra inapetente ou com dificuldade de se alimentar.

4) A quantidade de água presente no alimento ajuda a diluir a urina e evitar formação de cálculos e outros problemas urinários.

5) A utilização de proteínas nobres e altamente digeríveis ajuda a minimizar a perda muscular que ocorre durante o envelhecimento.

6) Oferecer uma dieta rica em fibras de boa qualidade, que irão ajudar a melhorar a saúde gastrointestinal, e consequentemente sua capacidade de aproveitamento dos nutrientes.

Além disso, pode ser uma grande aliada no tratamento de doenças como pancreatite, diabetes, insuficiência cardíaca, cálculos renais e muitas outras! Consulte sempre seu médico veterinário antes de fazer quaisquer alterações na alimentação do seu animal.



Lembre-se de quem trouxe tanta alegria quando você mais precisou. Cuide do seu melhor amigo quando ele mais precisa de você!


artigo-mobile-1


Veja mais artigos da Petiko:


O que você achou??

0 points
Upvote Downvote
Bettina Michalak

Escrito por Bettina Michalak

Médica Veterinária formada em 2010 pela PUC-PR
Especialista em Nutrologia e Higiene e Inspeção de Alimentos
Sócia Proprietária da empresa Chef di Animale

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Saiba como você pode utilizar esta fruta como calmante natural para os cães

O poder do maracujá como calmante natural para cães

10 cachorros mais felizes no Natal