in

Licença para cuidar do pet. É possível?

Saiba mais sobre a licença para cuidar do pet em caso de doença, maternidade ou luto.


Tirar uma licença por causa do pet é algo que nenhum tutor imagina afinal, ninguém espera que seu peludinho fique doente, ainda mais algo grave ou mesmo durante o período de gestão do sua AUmiga.

Então você deve estar se perguntando “licença para cuidar do pet. É possível?”. Bem, não são todas as empresas que concedem essa licença, mas vamos mostrar para vocês o caso que aconteceu na Itália.

Em 2017, um cachorro da raça Setter Inglês que tinha 12 anos na época, precisou passar por uma cirurgia e necessitou de cuidados especiais. Sua tutora mora sozinha por isso, precisou faltar do trabalho para cuidar dele. E ela conseguiu uma folga remunerada de dois dias, isso foi possível com o apoio jurídico de uma das maiores associações de proteção dos animais da Europa.

Alegaram que a mulher precisava faltar por “motivo pessoal grave ou familiar” além disso, foi utilizado o argumento de uma lei italiana que estabelece uma multa altíssima e sujeito a pena de prisão para quem abandona seu pet ou o deixa “em condições de sofrimento”. A multa de cerca de 37 mil reais e a pena pode chegar a um ano de prisão.



Esse caso foi no ano passado (2017) e prova o que já falamos antes que cachorro é como um membro da família.

No Brasil, também no ano passado havia uma ideia legislativa de Licença PET para tutor de animal doméstico acometido de doença grave ou cirurgia. A proposta foi licença de até 10 dias para tutor de animal doméstico, devidamente documentado com laudo e chancela de Médico veterinário, para casos de doenças graves em tratamento, ou cirurgias eletivas e de emergência.

Segundo o site Insider três companhias garantem aos seus funcionários licença-PETernidade. O funcionário ganha dez horas remuneradas e podem levar o novo membro da família no trabalho depois desse período. Já outra companhia oferece uma semana de licença para cuidar do pet recém-adotado. Isso é muito bom para o pet se adaptar ao novo lar e rotina.


Via pixabay


Cada vez mais empresas estão oferecendo folga ao funcionário que perde seu pet, o chamado luto de estimação. Essa folga pode ser de até três e/ou horários mais flexíveis.

Esperamos que mais empresas garantam a licença pet afinal, há muito tempo os peludos fazem parte da família e precisam de cuidados especiais em momentos que ficam muito doentes, passam por cirurgias etc.


artigo-desktop-2


Fontes consultadas

Site Insider
Site e cidadania

O que você achou??

0 points
Upvote Downvote
Equipe Petiko

Escrito por Equipe Petiko

Para pessoas que amam seu pet. Feito por pessoas que amam os seus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Você sabia? Existe um site para divulgar pets para adoação

11 imagens da amizade de uma menina com seus cachorros