in

AmeiAmei InteressanteInteressante

O Enriquecimento Ambiental para Cães

Saiba mais sobre o enriquecimento ambiental para os cães e suas vantagens.

Enriquecimento ambiental é um tema que está muito em alta no universo pet. Fica cada vez mais difícil falar em adestramento e treinamento, sem falar em enriquecimento ambiental. Mas o que é isso?

Photo by Taylor Grote on Unsplash

O Enriquecimento Ambiental para Cães

O termo surgiu na década de 70 e começou a ser utilizado em zoológicos para animais silvestres e ultimamente têm sido muito utilizado para animais de companhia como cães e gatos.

O enriquecimento ambiental consiste em deixar o ambiente em que o animal vive, enriquecido de atividades que estimulem sua capacidade mental, com diversos desafios físicos e psicológicos similares aos que ele encontraria na natureza.

Ter atividade mental é extremamente benéfico para os animais, e ajuda para que fiquem calmos, equilibrados e felizes, evitando diversos tipos de problemas de comportamento. Por exemplo, um cão sem atividade mental fica entediado, frustrado e acaba tendo que extravasar sua energia acumulada no que normalmente consideramos comportamentos indesejáveis, como latidos em excesso, destruição de objetos, ansiedade de separação (pois a única coisa interessante que acontece e que ele aguarda o dia todo é a chegada do dono), compulsões e até automutilação. A saída, muitas vezes, é dar atividades para ele, coisas para fazer e se entreter durante o dia, por meio de enriquecimento ambiental.

Photo by Sophie Elvis on Unsplash

Existem 5 tipos de enriquecimento ambiental:

 

  • Enriquecimento Ambiental Alimentar

 

Consiste em atividades que estimulam a procura e obtenção de alimento de diferentes formas, por exemplo, oferecer alimentos congelados, escondidos, em frequências (dependendo do tipo de alimento oferecido) e horários diferentes e imprevisíveis, por meio de objetos dispensadores de alimento, comedouros interativos e brinquedos recheáveis que podem ser feitos em casa ou encontrados em pet shops, de inúmeros tipos. Dessa maneira, imita-se o que aconteceria na natureza, onde os animais teriam trabalho para conseguir os alimentos, gastando energia física e mental.

 

  • Enriquecimento Ambiental Sensorial

 

Atividades que incitem os cinco sentidos dos animais (auditivo, olfativo, visual, tátil e gustativo).  Algumas formas são a utilização de sons diferentes com vocalizações, de ervas aromáticas, petiscos escondidos para que o animal os encontre pelo cheiro, urina e fezes de outros animais, alimentação variada, entre outros.

 

  • Enriquecimento Ambiental Físico

 

Presença de obstáculos físicos no ambiente, que sejam similares ao habitat natural de cada espécie. Esconderijos, locais para subir e descer, pendurar, vegetação e etc.

 

  • Enriquecimento Ambiental Cognitivo

 

Dispositivos que estimulam a capacidade intelectual, “quebra-cabeças” que testem a capacidade dos animais de resolução de problemas, como por exemplo, dispositivos similares a quebra-cabeças que escondam alimentos.

 

  • Enriquecimento Ambiental Social

 

Interação com outros animais, inclusive de outras espécies, como aconteceria na natureza e com pessoas diferentes. Para cães, essa interação pode ser feita em passeios, parques, creches para cães, visitas a casas de pessoas que tenham cães e/ou gatos. Nesses casos é importante que a interação seja sempre a mais harmoniosa e positiva possível para todos os animais envolvidos, e, dependendo da situação, é imprescindível a presença de ajuda profissional.

Nenhum tipo de enriquecimento ambiental substitui a natureza, portanto, reserve um ou dois finais de semana no mês para realizar atividades diferentes com seu pet, vá fazer trilhas, visite lagos, montanhas, rios, cachoeiras, campos. A natureza por si só é capaz de oferecer todos esses estímulos e outros, das formas mais variadas possíveis, que por mais que tentemos e tenhamos criatividade, não conseguiríamos recriar. Pode ter certeza que seu amiguinho vai adorar!

Você já faz algum tipo de enriquecimento ambiental para o seu cão? Conte para gente nos comentários.

Veja outras dicas aqui.

O que você achou??

5 points
Upvote Downvote
Rebeca Cianca

Escrito por Rebeca Cianca

Turismóloga por formação e cachorreira de coração. Sou adestradora, Pet Sitter e Dog Walker. Apaixonada pelos animais, amo meu trabalho e procuro sempre saber o que é melhor para nossos bichinhos queridos. Adepta do "não compre, adote", sou mãe do Calvin, um SRD adotado que fez toda diferença na minha vida :)

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

PET TERAPIA: O Que é e Como Ajuda Humanos e Animais

DIA DE JOGO: Como Lidar Com Barulhos e Fogos