in ,

Qual a quantidade de exercício físico que seu cão precisa?

A quantidade de exercício físico que seu cão precisa depende da raça, porte e idade dele.


Sabemos que para ter uma saúde ideal e manter o corpo saudável é importante equilibrar uma boa alimentação com exercícios físicos regulares. E o mesmo vale para os cachorros!

Optar por alimentação natural ou ração depende de cada tutor e também de orientações de um veterinário para saber qual a melhor opção para o cachorro. Agora vamos enfatizar sobre a quantidade de atividade física de que cada cachorro precisa, como fazer isso corretamente e dos problemas causados por uma vida sedentária.

Exercitar seu cachorro não faz bem apenas para ele ter uma vida saudável, os benefícios vão muito além: melhora a socialização com outros pets, ambientes e pessoas, gasta a energia, diminui comportamento destrutivo etc.

A necessidade de exercícios aumenta quando o cachorro vive em espaços pequenos como apartamentos, casas sem quintal ou sem jardim e para aqueles que ficam muito tempo sozinhos. Todo cachorro precisa esticar as patinhas e explorar novos lugares.

A quantidade correta de exercícios depende do porte, raça, e idade do cachorro porque alguns tem mais energia do que outros. Siga as dicas para exercitar corretamente seu cachorro:


Raça



Os cachorros mais ativos como Border Collie, Dálmata, Golden Retriever, Pastor Alemão não gastam sua energia com poucas voltinhas no quarteirão, eles precisam de pelo menos 30 minutos de caminhada duas vezes ao dia. O Husky, por exemplo, também precisa de muitas brincadeiras.

Os Beagles e Galgos precisam de passeios intensos porque gostam de explorar o olfato e precisam fortalecer a musculatura.

Se você gosta de correr e quiser saber as melhores raças para te acompanhar, clique aqui.


Porte



Cachorro de porte pequeno como Yorkshire, Shih Tzu, Buldogue Francês entre outros precisam de exercícios mais leves. Passear em lugares espaçosos, caminhadas curtas e brincadeiras de buscar a bolinha são suficiente.



No caso dos cachorros de porte grande tem mais facilidade em acompanhar o tutor em atividades intensas, mas é necessário iniciar esses treinamentos desde filhote e prepará-los para novos desafios para não desenvolverem problemas articulares, por exemplo.


Idade



A idade do cachorro também interfere na quantidade de exercício. Os filhotes que estão na fase de crescimento têm muita energia e precisam ser gastas com passeios de pelo menos 20 minutos e você pode ir aumentando conforme seu cachorro vai se acostumando com aa rotina. Os cachorros jovens é importante ter uma rotina de atividade física definida para manter uma rotina saudável.

Já os velhinhos ficam com pouco energia e mais preguiçosos, mas você não pode relaxar porque é a fase que estão mais propenso a doenças, as atividades físicas leves podem ajudar na prevenção de obesidade, problemas cardíacos etc.

Além da raça, porte e idade os cachorros que são bem filhotes, com problemas na articulação ou respiração, cadelas grávidas precisam de cuidados especiais e nada de exercícios intensos. Cachorros com obesidade em processo de perda de peso precisam de atividades físicas, mas com moderação e acompanhamento do veterinário.


Como fazer os exercícios corretamente?



Primeiro você deve levar seu cachorro ao veterinário para saber maiores recomendações sobre os exercícios físicos. Além disso, saber se seu cachorro está apto para atividades físicas mais intensas, moderadas ou leves.

Seu cachorro é das raças: american staffordshire, pitbull, rottweiler, bull terrier, mastim napolitano e raças derivadas ou variações de qualquer das raças indicadas? Se a resposta for sim lembre-se de utilizar a focinheira nos passeios ao ar livre. Muito tutores não sabem que o uso de focinheira é obrigatório em locais públicos vale, segundo a lei estadual (Lei nº 11.531 de nov/2003) as raças citadas só podem circular se estiverem equipados com coleira e guia curta (até 2m) em locais públicos. Em centros comerciais e parques, é obrigatório também o uso de focinheira.


Dicas

– Respeite o ritmo do seu cachorro e nunca o force “só mais 5 minutinhos”. Durante toda atividade física faço pausas para hidratação e assim que notar seu cachorro cansado é hora de ir para casa.

– Além de caminhadas ou passeios é interessante brincar com seu cachorro de buscar a bolinha, correr atrás dele e com outros brinquedos.


Problemas de uma vida sedentária



Assim como para nós, humanos, uma vida sedentária acarreta alguns problemas de saúde como: obesidade, diabetes, infarto, colesterol alto, problemas musculares entre outros. Já para os problemas mais comuns entre os cachorros são: hiperatividade, obesidade, latidos em excesso, comportamento destrutivo etc,

Saiba mais:

No comecinho do texto falamos sobre alimentação natural e tipos de ração, lembra?

Se você ainda não leu sobre esse assunto aqui no nosso Blog que tal aproveitar esse momento para saber mais?Já que está em busca de como exercitar da melhor maneira seu cachorro? Afinal, junto com exercícios físicos é importante ter um boa alimentação.

Entendendo sobre alimentação natural – O que deve saber antes de iniciar? Clique aqui.

O que você precisa saber na hora de escolher a ração do seu cachorro Clique aqui.


artigo-desktop-2


O que você achou??

0 points
Upvote Downvote
Equipe Petiko

Escrito por Equipe Petiko

Para pessoas que amam seu pet. Feito por pessoas que amam os seus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

7 gatos não acreditam no que estão vendo

5 sintomas de um cachorro desequilibrado (e como resolvê-los)