Toxoplasmose: A Culpa Não é do Gato

in

Você sabe o que é Toxoplasmose e a relação dessa doença com os gatos? Saiba mais aqui:

Toxoplasmose é uma infecção causada por um parasita chamado Toxoplasma gondii, a infecção é mais comumente adquirida no contato oral com fezes de gato ou com carne crua ou pouco cozida. O ciclo de vida de Toxoplasma gondii envolve dois tipos de hospedeiro, definitivo e intermediário.

Toxoplasmose:  A Culpa Não é do Gato

Os gatos, tanto selvagens quanto domésticos, são os únicos hospedeiros definitivos (liberam parasitas no ambiente capazes de infectar), outros animais, incluindo humanos, são hospedeiros intermediários (ou seja, somente se contaminam).

Quando um gato ingere uma presa infectada (ou outra carne crua infectada), o parasita é liberado no trato digestivo do gato. Os organismos então se multiplicam na parede do intestino delgado e produzem oocistos (local de desenvolvimento do parasita) e são então liberados em grande número nas fezes do gato.

Os hospedeiros intermediários ficam infectados através da ingestão de oocistos esporulados (que já estão no ambiente e são capazes de infectar), e esta infecção resulta na formação de cistos de tecido em vários tecidos do corpo (Figura 1).

Fonte: Comunidad Gatura

Existem duas populações com alto risco de problemas de saúde após a infecção por T. gondii: mulheres grávidas e indivíduos imunodeficientes (imunidade baixa).

A infecção congênita é de maior preocupação em seres humanos. A grande maioria das mulheres infectadas durante a gravidez não apresentam sintomas da própria infecção.

A maioria dos bebês infectados não mostrará sintomas de toxoplasmose no nascimento, mas muitos provavelmente desenvolverão sinais de infecção mais tarde na vida.

A perda de visão, o atraso mental, a perda de audição e a morte em casos graves são os sintomas da toxoplasmose em crianças congênitas.

De que forma as pessoas podem ser infectadas com Toxoplasma gondii?

  • Manipular ou consumir carne pouco cozida ou em bruto, particularmente carne de porco
  • Manipulação ou consumo de frutas ou vegetais não lavados que podem ter sido contaminados com solo contendo oocistos infecciosos.
  • Atividades como jardinagem aumentam o risco de infecção por causa do contato direto com solo ou água que pode estar contaminada com fezes de gato
  • Consumindo leite cru, não pasteurizado (incluindo leite de cabra) e produtos lácteos.
  • OU SEJA, NADA JUSTIFICA SE LIVRAR DOS GATOS, POIS VOCÊ SÓ SE CONTAMINA SE INGERIR FEZES CONTAMIDAS DELE.

Como a toxoplasmose afetará seu gato?

A maioria dos gatos infectados com toxoplasmose não apresentará nenhum sintoma. Quando a doença ocorre, ela pode se desenvolver em casos em que a imunidade do gato esteja baixa e assim não consiga impedir a disseminação da infecção.

A doença é mais provável de ocorrer em gatos com sistema imunológico reprimido, incluindo gatinhos jovens e gatos que já estejam com outras doenças, como o vírus da leucemia felina (FELV) ou o vírus da imunodeficiência felina (FIV).

Reprodução internet

E quais os sintomas nos gatinhos?

Os mais comuns são febres, perda do apetite e letargia, alguns outros vão ocorrer dependendo se a doença a infecção é aguda (recente) ou crônica (mais antiga), e onde o parasita é encontrado no corpo.

Nos pulmões a infecção por esse parasita pode levar a pneumonia, o que causará dificuldade respiratória de intensidade crescente. A toxoplasmose também pode afetar os olhos e o sistema central.

Imagem: Borna Bevanda on Unsplash

Como evitar a exposição com o parasita Toxoplasma gondii?

  • Lave as mãos com água e sabão imediatamente depois de trabalhar com o solo ou depois de manusear carne crua ou pouco cozida, vegetais ou produtos lácteos.
  • Evite consumir leite cru ou não pasteurizados
  • Lave frutas e vegetais cuidadosamente antes de comer, especialmente aqueles cultivados em jardins de quintal
  • Ao cozinhar, evite degustar a carne antes de cozinhar completamente
  • Cozinhe a carne em temperaturas adequadas para destruir os oocistos (espécie de ovo em que os parasitas se alojam, não vistos a olho nu)
  • Lave e desinfete bem as tábuas de corte, as facas, as pias e os cortadores imediatamente após o corte de carnes.

Agora que você sabe mais sobre o que é, sintomas e cuidados em relação a Toxoplasmose, que tal conhecer um pouco mais sobre a saúde bucal do seu pet? Saiba mais em: Periodontites X Higiene Bucal dos Pets.

Referências

CHIARI, Cléa de Andrade; NEVES, D. Pereira. Toxoplasmose humana adquirida através da ingestão de leite de cabra. Mem Inst Oswaldo Cruz, v. 79, n. 3, p. 337-340, 1984.

SPALDING, Sílvia Maria et al. Estudo prospectivo de gestantes e seus bebês com risco de transmissão de toxoplasmose congênita em município do Rio Grande do Sul. 2003.

GARCIA, João Luis et al. Soroepidemiologia da toxoplasmose em gatos e cães de propriedades rurais do município de Jaguapitã, estado do Paraná, Brasil. Ciência Rural, v. 29, n. 1, p. 99-104, 1999.

FERREIRA DIAS, Rafael André; LEMOS FREIRE, Roberta. Surtos de toxoplasmose em seres humanos e animais. Semina: Ciências Agrárias, v. 26, n. 2, 2005.

Diego Marques

Escrito por Diego Marques

Sou estudante de medicina veterinária na Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), tenho vontade de seguir na área de clínica de pequenos animais. Também sou diretor de marketing na Liga de Oncologia Veterinária da UEMA e criador de todas as redes sociais do "Diário de um veterinário".

Comentários

Leave a Reply
  1. Parabéns! Adorei a matéria! Estou cansada de gente ignorante, que diz que toxoplasmose é “doença do gato!”. Tenho 35 gatos e cuido de gatos há mais de 40 anos e nunca peguei toxoplasmose, nem qualquer outra “doença do gato!”. Muito esclarecedor! Vou compartilhar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Como Adotar Cachorro: 7 Dicas Que Deram Certo

Castração: Você Ainda Tem Dúvidas?