5 Problemas de Comportamento Canino (Como Resolver Sem Dor de Cabeça)

in

Veja os 5 problemas mais comuns de comportamento canino. E aprenda como resolvê-los sem dor de cabeça.

Como resolver os problemas de comportamento mais comuns na maioria dos cachorros (e possivelmente do seu) sem dor de cabeça?

Pense comigo: Quando um problema surge e não é resolvido, as maiores chances são dele aumentar como uma bola de neve, certo?

99,5% dos donos que adiam a solução de problemas comportamentais em seus cães convivem com animais desequilibrados por até 15 anos.

Ou seja… não dedicar um tempo para resolver um problema equivale a conviver com ele por até 5.475 dias.

E para piorar, essa procrastinação causa uma dor de cabeça que não passa com analgésicos e desgasta a relação entre você, seu cão e sua família.

O que isso significa?

  • Que problemas de comportamento não se resolvem sozinhos.
  • Que eles pioram com o tempo e afetam a sua qualidade de vida e do seu cão.
  • Que você certamente conhece alguém que convive com algum deles sem ter a menor ideia de como resolvê-los.

Mas existe uma saída…

Resolver problemas de comportamento pode até parecer complicado, mas nesse artigo você será capaz de identificá-los tão facilmente que será praticamente impossível deixar essa bola de neve aumentar.

Photo by Mathilda Khoo on Unsplash

Nesse conteúdo irei falar sobre:

  • 1. Quando o cachorro late demais
  • 2. Quando o cachorro destrói tudo
  • 3. Quando o cachorro faz as necessidades onde não deve
  • 4. Quando o cachorro pula nas pessoas
  • 5. Quando o cachorro morde
  • 6. Conclusão

#1. Quando o cachorro late demais

A maioria dos cães latem, uivam e choramingam até certo ponto.

Como essa intensidade pode variar conforme a raça, é importante diagnosticar o problema conhecendo as características naturais do seu cachorro.

Porque não adianta escolher um cão pela beleza e descobrir lá na frente que trata-se de uma raça de alarme, que naturalmente está mais propensa a latir.

Mas o latido excessivo é considerado um problema de comportamento independente da raça, e antes de poder corrigi-lo você precisa determinar por que o seu cão está latindo.

Estes são as causas mais comuns:

  • Aviso ou alerta
  • Brincadeira ou emoção
  • Procurando atenção
  • Ansiedade
  • Tédio
  • Respondendo outros cães

Conhecendo as causas, controle os latidos excessivos treinando seu cão para que fique quieto.

Sim, isso é possível…

Primeiro escolha uma palavra simples para o comando silencioso. Deve ser uma palavra fácil de lembrar e ser usada de forma consciente. Algo como “quieto”, “silêncio” ou “shhh”.

  1. Crie uma situação que fará seu cão latir. O melhor método é fazer com que alguém toque a campainha ou bata na porta.
  2. Quando o seu cão latir, atraia a atenção dele com algo irresistível (você pode tentar segurar um brinquedo ou petisco).
  3. Depois que o latido parar, dê ao seu cachorro o brinquedo ou o petisco.
  4. Repita essas etapas e, gradualmente, aguarde períodos de silêncio um pouco maiores antes de dar a recompensa.
  5. Uma vez que seu cão tenha permanecido quieto algumas vezes, adicione a palavra que você escolheu. Enquanto seu cachorro estiver latindo, diga seu comando silencioso com uma voz firme, audível e otimista enquanto segura a recompensa. Dê ao seu cão a recompensa quando o latido parar.
  6. Pratique essa sugestão freqüentemente. Você pode fazer isso sempre que seu cão late, mas mantenha as sessões de treinamento breves para que ele não associe com algo cansativo.
Photo by Channey on Unsplash

#2. Quando o cachorro destrói tudo

Querer mastigar as coisas é uma ação natural para todos os cães. É apenas uma maneira deles se manterem ativos e distraídos com alguma coisa.

Equivale a quando roemos as unhas, por exemplo.

Mas a mastigação pode rapidamente se tornar um problema de comportamento se o seu cão causar destruição por toda a casa.

Os motivos mais comuns pelos quais os cães destroem são os seguintes:

  • Dentição nascendo quando filhote
  • Tédio ou excesso de energia
  • Ansiedade
  • Curiosidade

Quer resolver esse problema? Incentive seu cão a mastigar as coisas certas e mantenha-o longe de tentações.

  1. Garanta que ele tenha muitos brinquedos e mantenha itens pessoais sempre longe.
  2. Quando você não estiver em casa, mantenha seu cão confinado em uma área onde menos destruição pode ser causada.

Pode parecer algo cruel, mas não é…  

Manter seu cachorro confinado quando sem supervisão é a solução mais segura porque um cachorro solto em um espaço grande está sujeito a uma série de riscos.

Ele pode roer um fio elétrico, engolir algo perigoso, subir em um móvel e se acidentar…

E garantir a proteção dele é seu dever fundamental.

Se você pegar o seu cão mastigando a coisa errada, corrija-o rapidamente com uma palavra de reprovação. Em seguida, substitua o item por um brinquedo de mastigar.

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer é garantir que o seu cão faça bastante exercício.

A caminhada é a atividade principal na relação entre cão e dono, só ela já elimina as causas tédio, excesso de energia e ansiedade.

A caminhada garantirá que ele gaste energia e seja estimulado da forma correta, em vez de se voltar para a destruição de coisas na casa.

Mas antes de começar, garanta a melhor coleira para essa finalidade.

#3. Quando o cachorro faz as necessidades onde não deve

Fazer as necessidades no lugar errado está entre os comportamentos mais frustrantes para os donos.

Elas podem trazer mau cheiro, danificar áreas da sua casa e fazer com que seu cão não seja bem-vindo em locais públicos ou na casa dos outros.

É muito importante que você discuta este comportamento com seu veterinário primeiro para descartar problemas de saúde.

Além disso, cães idosos e filhotes abaixo as 12 semanas de idade possuem dificuldades em controlar a bexiga, portanto exigir deles um comportamento exemplar é injusto.

Se nenhuma causa médica for encontrada, tente determinar o motivo do comportamento na lista abaixo:

  • Xixi por submissão / excitação
  • Marcação de Território
  • Ansiedade
  • Procurando atenção
  • Falta de um limite (área) definido

A partir daí, questione:

  1. Seu cão faz exercícios regulares? A caminhada ajudará a eliminar os motivos ansiedade e procura por atenção.
  2. Você treinou seu cão para respeitar determinadas áreas na sua casa? Ele compreende qual é a área do sono, refeição e necessidades, ou toda a casa é dele?
Via pixabay

#4. Quando o cachorro pula nas pessoas

Um cachorro geralmente pula em outras pessoas por duas razões:

  1. Ele deseja cumprimentar alguém / atenção
  2. Ele deseja exercer domínio

Para algumas pessoas esse hábito pode ser apenas irritante, mas para outras pode ser até perigoso. Isso porque seu cachorro não saberá diferenciar o alvo.

E ter um Labrador saltando sobre sua avó de 82 anos, ou sobre seu filho de 3 anos pode ser uma péssima ideia.

Já pensou nas consequências disso?

Existem muitos métodos para impedir que um cão salte, mas nem todos serão bem sucedidos.

Levantar um joelho, agarrar as patas ou empurrar o cachorro para longe pode funcionar para alguns, mas para a maioria dos cães isso envia a mensagem errada.

Pular costuma ser um comportamento por busca de atenção, portanto qualquer reconhecimento de ações parece para seu cão uma forma de recompensa.

O melhor método é simples, basta virar e ignorar seu cão.

Não faça contato visual, fale ou toque nele. Torne-se uma pedra de gelo e continue fazendo suas coisas.

Quando ele relaxar e permanecer imóvel, recompense-o com carinho e uma energia calma.

Ele rapidamente entenderá a mensagem.

#5. Quando o cachorro morde

Os cães mordem pelas mais diversas razões:

  • Medo ou defensiva
  • Proteção de propriedade
  • Dor ou doença
  • Afirmação de dominância
  • Instinto predatório

Filhotes mordem outros cães e pessoas como um meio de explorar seu ambiente e aprender seu lugar na matilha.

Nesse caso os donos devem mostrar aos seus filhotes que morder não é aceitável ensinando regras e inibindo a mordida.

O primeiro passo é ensinar seu filhote a usar sua boca suavemente. Para isso vamos recorrer ao que acontece com filhotes na ninhada.

Quando um filhote morde outro na ninhada com muita força, o outro geralmente grita ou para de brincar.

Isso permite que o filhote saiba que a mordida foi muito forte e ultrapassou os limites.

Partindo desse raciocínio, siga esses passos:

  1. Permita que seu filhote morda um pouco, desde que isso não o machuque.
  2. Quando seu cachorro morder além da conta, diga “ai” com uma voz firme.
  3. Se o filhote continuar a morder com força, diga “ai”, levante-se e deixe de brincar por alguns minutos.

Seu filhote aprenderá rapidamente a usar a boca delicadamente se quiser que a brincadeira continue.

#6. Conclusão

Não coloque o equilíbrio do seu cão e bem estar da sua família em jogo.

Torne seu cachorro tão comportado que ele poderá lhe acompanhar nas mais diversas aventuras, receber os mais diversos elogios e ser exemplo para outros.

E quando os treinamentos se tornarem difíceis, lembre-se:

O sucesso está um pouco mais além de onde as pessoas costumam desistir. – Senhor Miyagi

Chega de desculpas.

Não listamos o problema de comportamento do seu cão? Conte para gente nos comentários.

Ruff Ruff

Escrito por Ruff Ruff

Em tudo o que fazemos nós acreditamos em desafiar o tradicional pensando o estilo de vida com nossos cães de forma diferente. Desafiamos o tradicional criando produtos muito bem projetados, feitos para durar e que proporcionam momentos especiais entre você e seu cão. Acabamos naturalmente fazendo produtos fora de série para cachorros, mas pensando no estilo dos donos. Quer conhecê-los?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Resultado ação BOX do Bem em prol da entidade AILA

8 Tendências de Moda Pet para 2019