3 Necessidades Básicas dos Cães

in

Você já se perguntou se seu cachorro é feliz ou do que ele realmente precisa para ser feliz? A resposta pode ser mais simples do que você pensa!

Assim como nós, os cães têm algumas necessidades básicas, que se bem supridas trazem bem-estar e boa qualidade de vida a eles, pois assim gastam energia de forma equilibrada e podem expressar seus comportamentos naturais. É importante que façam isso diariamente.

Veja algumas necessidades básicas dos cães:

Além de uma alimentação saudável e equilibrada e cuidados veterinários, temos como necessidades básicas:

1. Atividades físicas:

Com ela o corpo produz mais serotonina e endorfina, neurotransmissores relacionados ao bem-estar e que reduzem o stress e a ansiedade. Não é apenas o passeio, mas tudo que envolve gasto de energia física. Pode ser o passeio, mas também pode ser brincar de bolinha, cabo-de-guerra, roer ou outras brincadeiras cooperativas.

Lembrando que os exercícios físicos devem ser adaptados a cada cão, pois cada um é um indivíduo. Um pug, por exemplo, precisa de menos exercícios do que um labrador.

@kodalulu
@doralicepequines

2. Atividades mentais:

Muita gente acha estranho pensar que um cachorro precisa de atividades mentais, mas elas são muito importantes! O acúmulo de energia física leva os cães ao stress e o acúmulo de energia mental também!

Muitos comportamentos indesejados e até problemas comportamentais como lambedura, coprofagia ou latidos excessivos podem ser prevenidos e tratados através de estímulos mentais, pois a maioria desses problemas começa por causa do tédio: o cachorro está sozinho e sem ter o que fazer, então ele procura algo com que se distrair, pode ser roer um pé de mesa, rasgar um sofá… para ele não há nada de errado nisso, ele está tentando se distrair e expressar seus comportamentos naturais, e como não tem disponíveis as ferramentas adequadas, o sofá acabou virando uma opção.

Ou ainda ele pode ficar muito estressado e ansioso e assim podem começar problemas comportamentais como os citados mais acima.

As atividades mentais promovem um alto gasto de energia, uma sessão de 15 minutos de atividade mental equivale a 30 minutos de atividade física, mas a atividade mental acontece em uma frequência mais baixa e tende a manter o cão mais calmo e tranquilo por mais tempo.

Alguns exemplos de atividades mentais:

  • Treino: ensinar comandos que, inseridos no dia a dia facilitam muito a convivência e a comunicação entre o tutor e o cão
@auu_cao / foto por: @jeannovaes_fotografia
  • Enriquecimento ambiental cognitivo: enriquecimento ambiental é criar um ambiente dinâmico e desafiador que estimule comportamentos naturais da espécie, promovendo oportunidades de escolha (BOERE, 2001) e visando melhorar a qualidade de vida.

Vencer desafios gera satisfação! Como falei em outro artigo, foi comprovado que os animais preferem trabalhar pelo alimento a simplesmente comer em um pote.

O psicólogo Glen Jensen criou o termo contrafreeloading em 1963, que significa extremante isso: um animal, ao ter a escolha entre um alimento que exige seu esforço para obtê-lo e outro simplesmente fornecido, prefere o alimento que exige esforço (PIZUTTO, 2020).

No enriquecimento ambiental cognitivo você pode usar tabuleiros, comedouros lentos, brinquedos recheáveis… Tudo o que desafia mentalmente o cão de forma que ele se realize vencendo o desafio proposto e expresse seus comportamentos naturais, como o de forragear (buscar por alimento).

Uma observação muito importante: comece do mais fácil para depois aumentar o grau de dificuldade, a intenção é o cão se sentir motivado e satisfeito, não frustrado.

@joy.2theworld
@joy.2theworld

Estímulos sensoriais: contato com cheiros e superfícies diferentes, estímulos visuais e auditivos. Você pode trabalhar isso através do passeio, onde o cachorro tem contato com vários cheiros, sons e estímulos visuais diferentes.

@kyra.kloe.kayle

Permita que seu cachorro fareje no passeio, além de ser uma forma de comunicação, é uma forma de enriquecimento ambiental. Ao farejar o cachorro também produz os hormônios relacionados ao bem-estar.

E, além disso, é comprovado que os cães que farejam mais têm uma visão mais otimista sobre o mundo (DURANTON, HOROWITZ, 2019). Essa visão mais otimista tem a ver com a liberação de substâncias no cérebro que trazem tranquilidade e equilíbrio ao cão, mesmo em ambientes externos com muitos estímulos.

@chow.simba

E mesmo em casa podem ser feitas atividades de faro, escondendo petiscos para o cachorro procurar ou usando tapetes de farejar.

Quanto aos estímulos auditivos, você pode usar música, pois ela relaxa e acalma, mas não é qualquer música, dê preferência às músicas clássicas mais tranquilas. E quanto ao tato também podem ser usadas pelúcias com texturas diferentes!

@joy.2theworld

3. Atividades sociais:

Os cães são seres sociais e precisam do contato com seres humanos, outros cães e animas. Já falei sobre a socialização em outro artigo, mas vale relembrar que ela é extremamente importante para a vida toda do cachorro!

O neurocientista Gregory Berns fez exames de ressonância magnética para descobrir o que acontecia no cérebro dos cães (ele usou reforço positivo para ensinar seu próprio cão a entrar na máquina e ficar quietinho) e o estudo mostrou, entre outras coisas, que os cães preferem a voz de seus tutores à comida.

Permita que seu cão interaja com outros cães, desde que você os conheça e saiba que são amigáveis, proporcionando uma interação positiva. Ou ainda, as atividades sociais não precisam ser sempre diretas (brincadeiras), se o seu cão puder apenas observar outros cães de longe já conta como uma atividade social.

E permita que seu cão conheça o maior número de pessoas possível, sempre de forma positiva. Talvez seja um pouco difícil durante essa pandemia em que vivemos, mas o importante é que, mesmo tendo poucas interações, todas elas sejam positivas para o cão.

@dipperdimamae e papily @mateusalexandreaposenta no maior chamego!

Você já se colocou no lugar do seu cão? A maioria dos cães não tem o que fazer enquanto seus tutores trabalham. Quando falamos em suprir as necessidades básicas e permitir que expressem seus comportamentos naturais falamos em bem-estar e qualidade de vida para o cão, são coisas simples que podemos fazer no dia a dia para melhorar a vida deles e a nossa convivência, que tal começar?

BOERE, V. Environmental enrichment for neotropical primates in captivity. Ciência Rural, v. 31, n. 3, p. 543-551, 2001a.

DURANTON, C., HOROWITZ, A. Let me sniff! Nosework induces positive judgment bias in pet dogs. Applied Animal Behaviour Science,Volume 211, 2019, Pages 61-66. Disponível em https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0168159118304325 acesso em 11/03/2021 às 10h28.

GORMAN, James. Dogs Can’t Help Falling in Love. Nov. 22, 2019. Disponível em https://www.nytimes.com/2019/11/22/science/dogs-love-evolution.html. Acesso em 11/03/2021 às 11h26.

PIZUTTO, Cristiane. Enriquecimento Ambiental: uma ferramenta essencial de bem-estar animal. Evento Pet Comportamento da Pet South America, 2020.

Leia também: Seu Pet Não Brinca? Saiba Como Motivá-lo!

Comenta aí o que achou!

Maíra

Escrito por Maíra

Sou formada em Letras pelas FAAT - Faculdades Atibaia e "quase" adestradora. Mamily da Joy e da Pepper que me deram coragem de buscar fazer o que realmente gosto: trabalhar com animais e ajudar as pessoas a melhorarem seu relacionamento com seus pets através da educação canina.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Documentário Mostra os Bastidores da Captura de Mamíferos Marinhos

Ovo de Páscoa Para Cachorro (Sem Chocolate de Humanos, hein?)