Conheça as principais vacinas para cães e gatos

in ,

Uma das principais maneiras de garantir a saúde do seu pet é através das vacinas. Conheças as principais aplicações e a frequência de cada uma delas para manter seu cachorro ou gato sempre saudável.

Uma das principais maneiras de garantir a saúde do seu pet é através das vacinas. Conheças as principais aplicações e a frequência de cada uma delas para manter seu cachorro ou gato sempre saudável.

Durante a vida dos pets, eles poderão ser expostos a inúmeras doenças que causam sérios riscos à saúde – inclusive, podem ser fatais.

Esses perigos estão presentes em todos os lugares e, por isso, é fundamental que seu cachorro ou gato esteja protegido desde filhote – ou a partir do momento em que ele chegou até você, não importa a idade.

Para te ajudar na tarefa de manter seu pet protegido, a seguir, listamos as principais vacinas de cães e gatos, bem como a frequência de aplicação de cada uma delas. Vale a pena conferir!

Principais vacinas para cães

Conheça as principais vacinas para cães
Foto: Canva

Vacina antirrábica
Essa vacina imuniza os cães contra a raiva canina que pode ser fatal tanto para os pets quanto para os humanos, por afetar diretamente o sistema nervoso central.

A vacina antirrábica canina deve ser aplicada (em dose única) a partir de 12 semanas de vida e, depois disso, deve ser reforçada anualmente.

Vacina polivalente (V8 e V10)
A vacina múltipla, também chamada de polivalente, é responsável por imunizar o cachorro contra doenças virais e bacterianas, como cinomose, parvovirose, coronavirose, hepatite infecciosa canina, adenovirose, parainfluenza e leptospirose.

A vacina polivalente (V8 e V10) deve ser aplicada a partir de 6-8 semanas de vida, com doses que variam de acordo com o início da primeira aplicação e com intervalos de três e quatro semanas entre cada uma.

Depois disso, a vacina polivalente deve ser reforçada anualmente com dose única.

Vacina contra gripe canina

Também conhecida como “tosse dos canis” ou traqueobronquite infecciosa canina (TIC), a gripe canina tem origem viral e/ou bacteriana, podendo evoluir para pneumonia.

Essa doença infecciosa atinge os cães principalmente no inverno, período mais frio e que pode baixar a imunidade dos cachorros.

A vacina contra a gripe canina pode ser aplicada a partir de 8 semanas de vida, em duas doses e necessita de reforço anual com dose única para manter o pet protegido.

Vacina contra giardíase
A giardíase é causada por um protozoário que provoca alterações no sistema digestivo dos cães, provocando graves riscos à saúde.

A vacina contra a giardíase pode ser aplicada a partir de 8 semanas de vida, com duas doses iniciais (com intervalos de três a quatro semanas entre elas). Depois, essa vacina exige reforço anual com dose única.

Vacina contra a leishmaniose
Essa vacina imuniza os cães da leishmaniose, doença transmitida por meio da picada do mosquito-palha, que afeta o sistema imunológico, provocando sintomas cutâneos, além de atingir órgãos importantes.

A vacina contra a leishmaniose deve ser aplicada a partir de quatro meses de idade, com três doses iniciais. Depois disso, o reforço deve ser anual com dose única.

Principais vacinas para gatos

Conheça as principais vacinas para gatos
Foto: Canva

Vacina polivalente
A vacina polivalente conta com três versões que garantem diferentes níveis de proteção aos gatos.

Sendo assim, a V3 protege os bichanos de três doenças, a vacina V4 de quatro, e a V5, de cinco.

V3: também conhecida como tríplice, protege contra a panleucopenia, a calicivirose e a rinotraqueíte;

V4: chamada de quádrupla, protege os gatinhos contra a as doenças acima, e também contra a clamidiose;

V5: já a quíntupla, protege contra as doenças citadas anteriormente, além da leucemia felina.

Para gatos filhotes, a vacina polivalente deve ser aplicada entre seis e oito semanas de vida. Após a primeira dose, o gatinho recebe outras duas aplicações com um intervalo de duas a quatro semanas. Por fim, a imunização está completa por volta de 16 semanas de idade.

Quando o bichano já é mais velho, o protocolo é diferente. Ele costuma receber apenas duas dosagens, com o mesmo intervalo de tempo.

É importante sempre cumprir as datas estipuladas pelo Médico Veterinário para que a imunização tenha o melhor desempenho e cumpra o papel de proteção.

Depois disso, o reforço da vacina polivalente desse ser feito anualmente.

Vacina antirrábica
Assim como é para os cães, a vacina antirrábica também é de extrema importância para os gatos.

Geralmente, ela pode ser aplicada a partir de 12 semanas de idade ou após a última dose da polivalente e deve ser reforçada anualmente. 

Lembre-se de manter as vacinas do seu pet sempre em dia, para garantir mais saúde, bem-estar e, consequentemente, uma vida mais longa e feliz ao seu lado.

Dica: criar uma carteirinha de vacinação para não esquecer de nenhuma data é sempre uma boa ideia!


Leia também:
Novidade: Limpa Patinhas da Petiko
Picada de aranha e abelha em pet: saiba o que fazer
Seu cachorro pode ajudar na saúde mental
Síndrome de Ansiedade de Separação: como resolver?

Equipe Petiko

Escrito por Equipe Petiko

Para pessoas que amam seu pet. Feito por pessoas que amam os seus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Descubra se existe relação entre castração e obesidade

Há relação entre a castração e a obesidade?

Coprofagia: a alimentação do seu pet está estranha?

Coprofagia: a alimentação do seu pet está estranha?