Você Entende Seu Cachorro?

in ,

Quem nunca olhou para seu cachorro e imaginou o que ele queria falar? Descubra:

Você também conversa com seu cachorro? Eu converso sempre e gostaria de ser como o Dr. Dolittle e poder ouvir a voz da Joy e da Pepper!! Mas apesar disso não ser possível, há uma forma de entender e nos comunicar com os cães! Eles possuem sua própria linguagem e é muito importante que os tutores a conheçam! Então vamos aprender cachorrês?

Saiba mais sobre a linguagem dos cães:

A linguagem dos cães

A linguagem dos cães consiste principalmente em sinais corporais, embora latidos e rosnados também tenham seus significados. Esses sinais corporais acontecem dentro de um contexto e são naturais, os cães de todo mundo os utilizam e sua função principal é mostrar desconforto com determinada situação, evitar ameaças de outras pessoas, cães e outras espécies, reduzir o nervosismo e stress, fazer com que se sintam mais seguros e fazer amizade (RUGAAS, 2011), ou seja, os cães sempre buscam evitar conflitos. Essa é uma característica herdada dos lobos, que emitem sinais de forma mais clara do que os cães, principalmente para evitar conflitos, pois para eles isso significa sobreviver.

Alguns cães emitem esses sinais de forma mais clara e outros de forma mais sutil e também algumas raças emitem mais sinais do que outras de acordo com sua forma física. É preciso muita observação e atenção para identificá-los e interpretá-los dentro do contexto no qual ocorrem. Alguns cães também podem ter dificuldade em interpretar esses sinais, por terem sido abandonados, terem seus sinais reprimidos ou por não terem convivido com a ninhada ou outros cães em seu período de socialização (que vai até mais ou menos os 4 meses de idade), mas eles podem aprender por observação e através do treino, sempre com reforço positivo. E nós podemos aprender e utilizar alguns desses sinais também!

Foi Turid Rugaas, uma treinadora canina norueguesa, quem estudou e catalogou mais de trinta sinais, que ficaram conhecidos como “Sinais de Calma / Apaziguamento”, e os reuniu em seu livro A linguagem dos cães: os sinais de calma (2001). Seguem alguns exemplos, lembrando sempre de analisar o contexto:

  • Abanar a cauda: diferentemente do que a maioria pensa, nem sempre é uma demonstração de alegria, por isso é importante analisar o contexto. Mas pode estar ligado a uma situação de medo, por exemplo, se o cão se agachar e se urinar. Pode ainda ser um sinal de agressividade, pois muitos cães antes de um confronto abanam a cauda.
  • Bocejar: é um sinal de insegurança, receio, stress ou usado para se acalmar. Muito utilizado quando conhecem outros cães ou diante uma nova situação. Podemos utilizar esse sinal quando conhecemos um cachorro novo ou quando ele está inseguro.
  • Dar as costas, girar: cães podem fazer isso durante brincadeiras, para reduzir a intensidade da mesma ou em situações que estão saindo do controle, como quando outro cão rosna para ele ou quando o tutor está bravo, ou seja, o cão não se “sente culpado” quando você chega em casa e dá uma bronca por ver que ele destruiu um chinelo, por exemplo. Ele está simplesmente pedindo para que você se acalme. Também podemos usar esse sinal quando encontramos um cão que não conhecemos, pois assim ele se aproximará calmamente.
  • Desviar o olhar, virar a cabeça: evitar confrontos e contato frontal. Podem utilizar quando outro cão se aproxima, pedindo para que se acalme. Podemos utilizar esse sinal também, por exemplo, para nos aproximarmos de outros cães para acalmá-los.
  • Farejar o chão / rodear: pode ser rápido ou devagar, mantendo o focinho no chão até que a situação de conflito passe. Demonstra que não quer conflito.
  • Lamber o focinho (licking): movimento rápido da língua sobre o focinho ou mesmo encostar a língua no focinho. Demonstra desconforto, cão está tentando se acalmar e pedindo espaço.
@amora.pom.jile – Essa foto é apenas ilustrativa, pois no contexto a Amora estava assim por causa de um petisco. Mas o sinal de licking é dessa forma.
  • Posição de brincar (playball): deitar-se com as patas dianteiras e erguer o bumbum é um convite para brincar com outros cães ou se usado diante de outros animais (como vacas ou cavalos) para mostrar que não se sente muito seguro.
@joy.2theworld
  • Semicerrar os olhos: demonstra ser amistoso, não estar em alerta. Também podemos utilizar.

Por que é importante aprender a linguagem dos cães?

Aprender a identificar os sinais pode evitar conflitos em casa ou em locais públicos, pois se você percebe que seu cão está desconfortável com uma interação pode interrompê-la e tirá-lo daquela situação.

Os cães sempre buscam evitar conflitos, não existe isso de “morder do nada”. Eles emitem os sinais mostrando desconforto, tentando se acalmar e se não são respeitados então partem para o rosnado e em último caso a mordida. E isso é importante, pois como os cães aprendem por associação podem aprender que com determinada pessoa não adianta mostrar os sinais e sim partir para a agressividade.

“Nós temos sempre a possibilidade de escolher como nos comportamos e como guiamos o cão. Podemos entender os sinais de calma que o nosso cão faz e fazê-lo saber. Ou podemos ignorá-los e piorar a situação de stress em que o cão se encontra até fazê-lo sentir que não pode suportá-la e, desta forma, fazê-lo aumentar o seu stress. Podemos comportar-nos e guiá-lo de forma ameaçadora, de modo a fazermos o cão sentir-se inseguro, receoso e na defensiva.” Turid (2011, 39)

A escolha é nossa, podemos buscar entender nossos cães e como eles pensam e agem e proporcionar bem estar a eles. Não há razão para sermos agressivos com um cão. Cabe a nós entender os sinais ou ignorá-los e arcar com as consequências.

Leia também: 4 Livros que Todos Tutor de Cachorro Deve Ler

Ficou mais facil entender seu peludinho? Conta pra gente!

Maíra

Escrito por Maíra

Sou formada em Letras pelas FAAT - Faculdades Atibaia e "quase" adestradora. Mamily da Joy e da Pepper que me deram coragem de buscar fazer o que realmente gosto: trabalhar com animais e ajudar as pessoas a melhorarem seu relacionamento com seus pets através da educação canina.

Comentários

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Alimentação Específica Para Cães Pequenos: Como Isso Funciona?

Como Influenciar Pessoas Para o Bem no Instapet