Dicas para lidar com destruição de objetos

in ,

Seu cachorro costuma roer ou destruir as coisas em casa? Antes de trazer algumas dicas de como lidar com isso, vamos primeiro entender qual é o problema.

Roer não é um problema de comportamento. Todo cachorro precisa roer! Não são só os filhotes que fazem isso, eles podem roer e morder muito mais devido a troca de dentes, que incomoda um pouco, mas roer é um comportamento para vida toda. Então roer não é um problema, o problema é roer o local errado.

Pense agora na rotina do seu cão e no que ele tem pra fazer. Nós temos muitas coisas (trabalho, ver amigos, exercícios físicos), mas o cachorro só tem aquilo que nós disponibilizamos a ele, se não oferecermos nada para ele fazer, ele vai procurar algo com o que se distrair e pode acabar roendo aquilo que não queremos. Para eles roer é natural, é autorrecompensador, coça os dentes, limpa a gengiva, relaxa, é uma forma de se ocupar. Nós que é criamos as regras do que pode ou não ser roído e é nossa responsabilidade ensinar ao nosso cão.

Por que os cães roem?

Pela troca de dentes quando filhotes (entre 4 e 7 meses de idade):  caem vários dentes por vez e a coceira faz com que eles explorem mais o ambiente para aliviá-la e vão roer tudo que têm pela frente se não forem orientados. Uma solução é agir antes dessa fase apresentando o que ele pode roer.

Por curiosidade: pra se distraírem. Os cães usam a boca pra explorar o ambiente. Um exemplo de algo muito recompensador são nossos chinelos, que por terem nosso cheiro são bem atraentes a eles.

Por tédio (causa da grande maioria dos problemas de destruição): quando os cães não têm o que fazer recorrem aos seus comportamentos naturais (roer, procurar comida, marcar território). Oferecer meios de mantê-los ocupados para que isso não aconteça.

Foto: @insulinathedog

Por ansiedade e dificuldade em ficarem sozinhos: os cães sozinhos (filhotes principalmente nos primeiros dias) podem ficar ansiosos e com isso tendem a direcionar essa ansiedade para a boca (podem destruir o tapete higiênico, latir, se morder). Preste atenção se seu cão faz isso quando você está fora de casa, se fizer provavelmente é por isso.

Para chamar atenção: este é um comportamento aprendido que geralmente começa por tédio. Por mais que a intenção seja dar bronca, o cão teve atenção, que era o que ele queria. Na tentativa de brigar com ele (não recomendável) acabamos recompensando. O medo não é uma ferramenta de treinamento, precisamos de uma postura proativa.

O que não fazer:

Ignorar não ajuda porque como vimos roer é autorrecompensador.

Apenas redirecionar também não ajuda, pois assim você treina o cachorro para pegar algo que não pode para então ganhar outra coisa que ele queria.

Usar spray repelente. A maioria não tem um efeito aversivo tão grande e se a causa do problema não for tratada pode ser que roa mesmo com o spray ou roa outra coisa.

O que fazer:

Manejo de ambiente: evite que o cão tenha acesso ao que não pode. Tire o que ele não pode roer, mas ofereça o que ele pode roer (brinquedos próprios para isso).

Crie uma rotina que satisfaça as necessidades básicas do cachorro pra que ele não tenha esse pico de energia: reveze os brinquedos para criar mais interesse, passeie, disponibilize brinquedos de enriquecimento ambiental.

Foto: @benji_auau

Treine com seu cachorro: assim você o ensina e ele gasta energia.

Participe das brincadeiras: além de aumentar o vínculo entre vocês, participando ele vai entender que os brinquedos são divertidos.

Resumindo, o melhor é controlar o ambiente e ter uma rotina saudável. Redirecione quando preciso, mas aja de forma proativa.

Leia também:
Lab de Inovação Petiko: Benefícios do Mordedor Dental “Xô, Bafinho!”
Dicas para lidar com mordidas de filhotes
Problemas Comportamentais em Filhotes: Xixi no Lugar

O Que Se Passa na Cabeça de um Cachorro?

Maíra

Escrito por Maíra

Sou formada em Letras pelas FAAT - Faculdades Atibaia e "quase" adestradora. Mamily da Joy e da Pepper que me deram coragem de buscar fazer o que realmente gosto: trabalhar com animais e ajudar as pessoas a melhorarem seu relacionamento com seus pets através da educação canina.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Comedouro lento: conheça 3 benefícios para os pets

Cachorro lambendo as patas

Lambedura das patas: descubra como resolver