in

AmeiAmei InteressanteInteressante

Esse casal tem problemas com um cachorro desobediente. Você pode ajudar?

Aposto que você já teve problemas com cachorro desobediente, mas sabe como ajudar outra pessoa que está com esse mesmo problema?

Danielle e Lucas são casados faz 4 anos. Fãs de cinema e esportes, alternam suas atividades de lazer entre maratonas de filmes e séries, e horas dedicadas à academia e corridas ao ar livre.

Durante a semana, o trabalho de ambos impõe rotinas distintas. Lucas trabalha em um home office, tem flexibilidade, mas sente-se muitas vezes sozinho. Danielle tem uma carreira que demanda dedicação e inclui muitas responsabilidades entre as 8h e 19h.

Pensando na companhia perfeita para Lucas durante a semana, Danielle decidiu que um cachorro seria uma excelente ideia. Chegando em casa, conversaram sobre as responsabilidades que um cão traria e sentiram que eram capazes de assumi-la.

Eles se divertiram imaginando como seria ter um novo parceiro para as corridas no parque. Além disso, um novo integrante para dividir o sofá durante as maratonas de Game of Thrones não seria má ideia!

No fim de semana seguinte foram a uma feira de adoção e resgataram um cãozinho que chamaram de Snow. A escolha não foi difícil, Snow foi o primeiro do grupo a correr para os braços do Lucas e a química parecia perfeita.

cachorro desobediente
pixabay

Semanas se passaram e algo parecia errado. As coisas não aconteciam bem como Danielle e Lucas haviam imaginado.

Primeiro, o promissor “companheiro de sofá” deu lugar a um cão que, de tanto latir, não permitia que eles assistissem seus filmes por mais de 30 minutos. Snow simplesmente não parava no lugar.

Segundo, as corridas no parque não seguiam bem o planejado. Snow puxava constantemente, na tentativa de arrastar Lucas em busca de passarinhos ou qualquer outro ser com movimento. Isso ocorreu a ponto dele escapar da coleira duas vezes!

Terceiro, a energia de Snow passou a atrapalhar os trabalhos durante a semana. Lucas imaginava um cão que ficasse deitado ao lado da cadeira, como um fiel e compreensivo companheiro de escritório (como ele via nos filmes).

Não foi bem isso que aconteceu. Snow passou a latir para cada carro que entrasse na garagem do condomínio, além de demandar constante supervisão de Lucas, sob pena de um controle remoto ou sandália sofrerem danos irreversíveis.

Por que a realidade não correspondeu às expectativas de Danielle e Lucas?

Em que ponto eles erraram?

Existe solução, ou essa passará a ser a rotina deles a partir de agora?

Se você se identificou com algum aspecto dessa história, então esse artigo provavelmente foi escrito para você.

Continue lendo esse texto para obter a resposta para estas e outras questões, garantindo o conhecimento necessário para mudar esse cenário definitivamente!

 

Índice de conteúdo:

#1. O primeiro detalhe que tornaria as coisas totalmente diferentes

#2. O segundo detalhe que tornaria as coisas totalmente diferentes

#3. A palavra que resume esses dois detalhes

#4. Problema resolvido!

 

#1. O primeiro detalhe que tornaria as coisas totalmente diferentes

Permita-me iniciar esse tópico reforçando algo que, de tão importante, afirmamos em quase todos os nossos posts sobre comportamento: “Se você deseja ter um cão realmente feliz, ele precisa ser um cachorro equilibrado”.

Por equilíbrio me refiro à capacidade do seu cão de alternar entre uma energia calma e agitada naturalmente, conforme a sua necessidade. É um estado que, quando atingido, tornará seu cachorro um animal calmo e submisso, obediente e comportado.

Isso é importante por duas razões:

Primeiro, fazer do seu cão um animal feliz foi um compromisso que você assumiu no momento que decidiu criá-lo (mesmo que você só esteja se dando conta disso hoje).

Segundo, ter um animal desequilibrado afetará diretamente a felicidade e bem estar da sua família. Um cão assim eventualmente apresentará problemas de comportamento, excitação, ansiedade, dominância ou agressividade.

Para atingir esse desejado equilíbrio, três necessidades básicas precisam ser atendidas. Você precisa fornecer ao seu cão Exercícios, Disciplina e Carinho (nessa ordem de importância).

cachorro desobediente
pixabay

1- Exercitar o instinto do cão através de exercícios na dose correta. “Um cachorro cansado é sempre um bom cão”.

2- Trabalhar o intelecto do cão através da disciplina. Todo cachorro é por natureza um trabalhador e precisa sentir-se útil. Dê a ele coisas para fazer como encontrar coisas, perseguir e trazer bolas ou obedecer comandos.

3- Expresse carinho atendendo às emoções. Essa é a hora de utilizar o carinho como uma recompensa pelas duas etapas anteriores.

Mas cuidado!

Seguir essa ordem de importância (Exercícios, Disciplina e só depois Carinho) é imprescindível se o objetivo é ter um cachorro equilibrado.

Se você não fornecer exercício suficiente, o excesso de energia do seu cão irá anular todo o resto. A mente dele não será focalizada e seu coração (ou sentimentos) ficará completamente fora do controle.

Se você der ao seu cachorro somente carinho, estará recompensando os comportamentos indesejados de um animal desequilibrado. Lembre-se que ele entende o carinho como um ato de aprovação.

Se você oferecer exercício e carinho sem disciplina, provavelmente terá um cachorro que nunca ouvirá ninguém e só fará o que bem entender.

Ficou clara a importância de dar Exercícios, Disciplina e Carinho, nessa ordem?

#2. O segundo detalhe que tornaria as coisas totalmente diferentes

Partindo do pressuposto que seu cão atingiu um certo nível de equilíbrio graças às necessidades de Exercícios, Disciplina e Carinho atendidas nessa ordem, será mais fácil estabelecer os costumes adequados para uma boa convivência.

Por costumes adequados me refiro a fazer seu cachorro entender que não é legal latir sem parar enquanto você está no sofá assistindo a um filme. Que atrapalha a convivência o fato dele invadir seu banheiro, pegar o rolo de papel higiênico e rasgá-lo por toda a casa. Apenas para citar dois exemplos.

Para estabelecer esses costumes, três coisas precisam ser implementadas e seguidas à risca. Seu cachorro precisa conhecer muito bem as Regras, Limites e Limitações dentro e fora de casa.

1- Regras referem-se ao que seu cachorro tem ou não permissão para fazer: pegar coisas da mesa, pular nas pessoas, puxar durante a caminhada. Quais são os comportamentos permitidos e proibidos na sua casa? O que você irá definir como regra a partir de hoje?

2- Limites controlam onde seu cão pode e não pode ir: a cozinha e o quarto do bebê estão fora dos limites; não saia pela porta até que eu diga; você só pode entrar no meu espaço pessoal quando eu te convido. Limites são sobre reivindicar território, eles ensinam seu cão o que é ou não é dele. A área do seu cachorro está bem definida, ou ele é dono de toda a casa?

3- Limitações controlam a duração ou intensidade de uma atividade: paramos de jogar bola quando eu digo; você está muito excitado, então é hora de voltar a um estado calmo e submisso.

Quando você decide parar uma brincadeira e relaxar, seu cachorro acompanha sua energia?

A maioria dos donos falha por não estabelecer Regras, Limites e Limitações, até perceber que a falta de disciplina alimentou comportamentos indesejados no cão, atrapalhando a paz e convivência em família.

cachorro desobediente
pixabay

#3. A palavra que resume esses dois detalhes

Sem mistério, essa palavra é Liderança.

Os donos que falham nos dois tópicos acima geralmente têm uma justificativa básica: acreditar que disciplinar é ser cruel, e um cachorro é mais feliz quando possui liberdade para fazer o que bem entender.

Se você compactua com esse pensamento, ou conhece alguém que não disciplina seu cão por pena do bichinho, acompanhe meu raciocínio.

Todo cão é um animal social, de trabalho, que possui uma necessidade natural de seguir um Líder, certo? Perceba como, na natureza selvagem, lobos vivem em matilhas, e toda matilha possui um Líder.

O Líder por sua vez fornece basicamente duas coisas para a matilha: proteção e direção. A proteção ajuda a criar confiança e lealdade. Direção significa quais comportamentos são aceitáveis ou não dentro da matilha, criando respeito.

Uma matilha, enquanto caça, segue o ritmo determinado pelo Líder. Se o Líder não para, ninguém para. Se eles se reúnem para comer, o Líder come primeiro. Esse respeito para com o Líder é a recompensa da matilha em troca da direção dada por ele.

Quando seu cachorro não recebe a proteção ele pode atacar defensivamente os humanos e animais ao redor dele. Se ele não recebe direção, certamente fará suas próprias regras porque não existe respeito.

Você conhece algum cachorro com problemas de ansiedade, agressividade e indisciplina? Agora você entendeu a origem desses problemas e sabe que esses são sintomas de um cachorro desequilibrado que desconhece Regras, Limites e Limitações.

#4. Problema resolvido!

Agora responderemos as dúvidas colocadas na introdução juntos:

Por que a realidade não correspondeu às expectativas de Danielle e Lucas?

Porque Snow chegou em um ambiente novo, com regras pré-existentes, sem ter sido devidamente apresentado a elas. Assim, optou por construir suas próprias regras: latir ao ouvir um carro chegando no estacionamento; morder todo tipo de objeto perdido pela casa; puxar seus donos durante a caminhada.

Em que ponto eles erraram?

Danielle e Lucas erraram em pensar que Snow se adaptaria automaticamente aos costumes da casa. Ao mesmo tempo, provavelmente não atenderam às necessidades de Exercício e Disciplina, dando apenas Carinho e reforçando os comportamentos indesejados. Não existe respeito, porque o Snow certamente se enxerga como Líder, sendo o que dita as Regras, Limites e Limitações da casa.

Existe solução, ou essa passará a ser a rotina deles a partir de agora?

Permitir que essa seja a rotina é aceitar automaticamente que Snow terá uma meia vida, ou uma vida infeliz. “Se você deseja ter um cão realmente feliz, ele precisa ser um cachorro equilibrado”

Nenhum cachorro pode ser feliz convivendo com sintomas de ansiedade, excitação excessiva, dominância ou agressividade. Assim como nenhum humano seria feliz nas mesmas condições.

Danielle e Lucas precisarão portanto tomar algumas medidas num primeiro momento:

1- A necessidade de Exercícios do Snow precisa ser atendida. É preciso cansá-lo para mantê-lo focado, talvez aumentando a carga de caminhadas ou brincadeiras indoor. É impossível ensinar um cão que não presta atenção no que você faz;

2- A necessidade de Disciplina precisa ser suprida. O casal precisa estabelecer Regras, Limites e Limitações que serão exigidas por todos na família, sem exceções. Esse é um excelente artigo sobre como resolver problemas de cães que puxam na caminhada por exemplo;

3- Danielle e Lucas precisarão assumir a posição de Líder da matilha, com tempo isso irá gerar o respeito necessário para que Snow se mantenha calmo e submisso, comportado e obediente. Indicamos a leitura desse artigo sobre como ser um Líder exemplar para o seu cachorro.

Lembre-se, os cães nasceram para trabalhar e esperam que digamos o que eles devem fazer. No fim, o objetivo deles é ajudar a matilha a sobreviver e eles fazem isso justamente ajudando o Líder.

O seu trabalho como Líder é fornecer proteção e direção. Dar Exercícios, Disciplina e Carinho (nessa ordem) é justamente o que você deve fazer a partir de agora.

Faça isso e você criará o equilíbrio definitivo na sua casa!

O que você achou??

3 points
Upvote Downvote
Ruff Ruff

Escrito por Ruff Ruff

Em tudo o que fazemos nós acreditamos em desafiar o tradicional pensando o estilo de vida com nossos cães de forma diferente. Desafiamos o tradicional criando produtos muito bem projetados, feitos para durar e que proporcionam momentos especiais entre você e seu cão. Acabamos naturalmente fazendo produtos fora de série para cachorros, mas pensando no estilo dos donos. Quer conhecê-los?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Viagem Com Seu Gato

Top 10 dos Cachorros Prontos para o Natal