Ração ou Alimentação Natural: O Que Seu Cachorro Deve Comer?

in , ,

Saiba a resposta dessa dúvida cruel!

A alimentação é um dos cuidados básicos que se deve ter com o seu doguinho, já que é daí que vêm as vitaminas, nutrientes e outros elementos de que ele precisa.

Mas, entre ração ou alimentação natural, qual será a melhor opção?

Essa é uma dúvida que já deve ter surgido algumas vezes em sua mente, seja de forma consciente, como no momento de escolher uma boa ração, ou inconsciente, quando se deseja dar alguma comidinha de humanos ao pet (o que, inclusive, demanda muito cuidado, já que eles não podem comer tudo que nós comemos).

Alguns defendem com unhas e dentes uma opção, enquanto outros são mais abertos a conhecer as características, vantagens e desvantagens que cada uma pode trazer, mas felizmente não é preciso ser tão ferrenho assim, já que há bons atributos dos dois lados.

Vamos entender essa questão para que você saiba exatamente com o que alimentar seu amigão e, assim, permitir que ele cresça forte e saudável e se desenvolva da melhor maneira possível.

Índice de conteúdo:

Ração ou alimentação natural: o que escolher?

Foto: Canva

Depende de uma série de variáveis, já que as categorias de ração e alimentação natural contemplam um grande universo de produtos e ingredientes, ou seja, não podem ser generalizados sem as devidas considerações.

É interessante analisarmos um artigo publicado no Journal of Animal Science, chamado de “Natural pet food: A review of natural diets and their impact on canine and feline physiology (Comidas naturais para animais de estimação: uma revisão de dietas naturais e seu impacto na fisiologia canina e felina)”, que traz informações bem interessantes sobre o tema.

De acordo com os autores, o propósito do artigo é esclarecer a definição de “natural” como é utilizada comercialmente nas rações para animais, além de apontar as descobertas científicas relativas aos ingredientes naturais nas rações e dietas naturais no impacto da fisiologia e da saúde dos animais.

O termo “natural”, quando utilizado comercialmente nos Estados Unidos, foi definido pela Association of American Feed Control Officials e demanda, no mínimo, que a ração seja preservada com o uso de conservantes naturais. Porém, os tutores de pets podem considerar que o termo tenha outro significado.

Para eles, as rações naturais são focadas na inclusão de ingredientes inteiros (entre proteínas, frutas e vegetais); no fato de evitar ingredientes muito processados, incluindo grãos refinados, fontes de fibras e subprodutos; e em uma alimentação equiparável às filosofias nutricionais ancestrais ou instintivas dos pets.

O estudo também aponta que há evidências científicas que apoiam os benefícios nutricionais de produtos naturais, mas que isso está limitado a avaliações de perfis alimentares de macronutrientes, ao fracionamento de ingredientes e ao processamento dos ingredientes e dos produtos finais.

Foto: Canva

É citado que a inclusão de ingredientes inteiros em rações naturais, quando em comparação com os ingredientes fracionados, pode resultar em maiores concentrações de nutrientes, incluindo os fitonutrientes, os quais acredita-se que sejam benéficos à saúde e ajudam a prevenir uma série de doenças.

Porém, ao analisar friamente o que o estudo traz, podemos chegar à conclusão de que a escolha entre ração ou alimentação natural não é algo binário, já que há rações de alta qualidade e outras pobres em nutrientes, da mesma forma que a alimentação natural pode ser nutritiva ou não de acordo com seus ingredientes.

Portanto, cientificamente, temos que as duas opções podem ser escolhidas, embora isso tenha que ser feito com cautela e um bom planejamento, de modo que os benefícios desejados realmente possam ser obtidos.

Veja também: Entendendo a alimentação natural: o que devo saber antes de iniciar?

Alimentação natural ou ração: quais são os prós e contras?

Muito além de escolher entre ração ou comida para cães, é necessário entender o que elas podem trazer de positivo ou negativo ao seu aumigo.

Confira alguns destaques que merecem ser mencionados:

Ração para cães

Foto: Canva

Costuma ser a primeira opção quando se fala sobre a alimentação canina. Entre tantos detalhes, o que você precisa saber na hora de escolher a ração do seu cachorro é que ela está disponível nas versões super premium, premium e standard, em ordem decrescente de qualidade.

As rações super premium são desenvolvidas com o que há de melhor em termos de nutrientes, vitaminas e minerais e levam ingredientes de primeira qualidade. Já as rações premium têm fórmulas equilibradas, embora não tão boas quanto as citadas anteriormente.

Por fim, as standard devem ser evitadas, pois são pobres em nutrientes, minerais e vitaminas, além de levar ingredientes que não possuem tanta qualidade, ou seja, não são capazes de atender as necessidades nutricionais dos pets.

Prós:

  • fácil de encontrar;
  • criada com o devido embasamento técnico e científico;
  • tem garantia do fabricante para produtos vendidos em embalagem fechada para caso o pet tenha algum problema de saúde;
  • receitas formuladas de acordo com as características dos pets (castrados, adultos, grandes, filhotes e etc.)

Contras:

  • possível uso de conservantes,
  • saborizantes e aromatizantes;
  • adição de ingredientes de qualidade não tão alta (como nas rações standard);
  • uso de ingredientes industrializados.

Alimentação natural para cães

Foto: Canva

É uma grande tendência atual, o que também pode ser explicado pelo processo de humanização dos pets, que são cada vez mais tratados como humanos e membros de suas famílias do que propriamente como animais de estimação.

A comida natural para cães pode tanto ser preparada em casa quanto adquirida de fornecedores e fabricantes confiáveis, embora a primeira opção tenda a ser a preferida por parte dos interessados, já que eles estão em contato direto com os ingredientes escolhidos.

Prós:

  • ingredientes escolhidos pelo tutor (falaremos mais sobre os cuidados da alimentação natural em seguida, mas quando realizada da maneira correta, este é um ponto super positivo);
  • alimento preparado pela própria pessoa, que saberá quais processos foram aplicados;
  • ingredientes frescos e escolhidos a dedo.

Contras:

  • falta de compatibilidade entre as necessidades nutricionais do animal e as características da comida preparada (salvo em casos que há o devido acompanhamento técnico);
  • dificuldade de equilibrar a receita;
  • possíveis problemas de armazenamento capazes de prejudicar a qualidade do alimento;
  • aumento do apetite do cachorro, devido à oferta de um alimento muito saboroso.

Ração ou comida para cães: qual é o melhor?

Foto: Canva

Seria injusto de nossa parte apontar uma opção que seja melhor. Afinal de contas, assim como acontece com os humanos, os pets também precisam de um acompanhamento específico em relação à sua dieta, ou seja, alguns podem precisar de vitaminas, minerais e alimentos específicos de que outros não precisam.

Nós já comentamos aqui sobre petisco natural para cachorro, conteúdo em que mostramos que as opções industrializadas, porém formuladas com ingredientes e elementos saudáveis e equilibrados, se mostram como bons alimentos para os pets – desde que não substituam a alimentação diária, é claro.

Quem tem conhecimento das técnicas de preparação de alimentos para cães, bem como os ingredientes que eles podem comer e outros que devem ser evitados a todo custo, pode preparar a comida em casa tranquilamente, a qual tende a fazer muito bem para a saúde do peludo.

Foto: Canva

Para quem não sabe exatamente como proceder, mas tem vontade de começar a adotar a comida natural para cães, é recomendável contar com o auxílio de um nutricionista veterinário, que fará as devidas análises no animal para, então, oferecer o que há de melhor para suas necessidades nutricionais.

Portanto, a alimentação natural para cães pode ser boa, desde que o preparo seja feito da maneira adequada e que a pessoa saiba o que o cachorro pode comer, de acordo com suas necessidades e preferências alimentares.

Também é importante ressaltar que a ração é um alimento cuja fabricação é acompanhada de muito estudo, testes e provas, de modo que o resultado seja não apenas agradável como também rico em nutrientes, vitaminas e minerais para os animais, especialmente nas opções super premium e premium.

Depois de tirar suas dúvidas sobre ração ou alimentação natural, que tal assinar o BOX.Petiko para o seu catioro? Assim, ele receberá todos os meses uma caixa repleta de surpresas, entre elas petiscos pensados exclusivamente para seu amigão, e o melhor, produzido com ingredientes de primeira.

Além disso, você também pode contar com os petiscos do SHOP.Petiko, onde é possível encontrar tanto os produtos que são entregues nos boxes quanto outras opções. Ah, uma dica: quem assina o BOX e pede produtos do SHOP paga um frete só (ou nem paga, dependendo da região). Seu pet agradece! 🐾

Equipe Petiko

Escrito por Equipe Petiko

Para pessoas que amam seu pet. Feito por pessoas que amam os seus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Mais artigos como este:

Ficha Técnica de Um Akita Inu

Dermatite Atópica Canina: Saiba Tudo Aqui