in

AmeiAmei OMGOMG InteressanteInteressante

O que fazer com um pet atropelado, envenenado ou engasgado?

Quem tem pet sempre quer o melhor para os peludos, certo? Mas pode acontecer dele ser vítima de atropelamento, de envenenamento ou mesmo engolir um objeto e ficar engasgado. Saiba o que fazer nessas situações.

Acidentes podem acontecer em qualquer momento com os nossos peludos como atropelamento, envenenamento, engasgos e queimaduras. A melhor maneira de ajudar seu pet é estar preparado e conhecer informações de primeiros socorros por isso, separamos os procedimentos mais importantes para você saber o que fazer caso seu pet sofra algum acidente.

 

ATROPELAMENTO

 

Os hospitais veterinários recebem em sua maioria casos de emergência causados por atropelamento de pet, seguido queda e ingestão de objetos. O atropelamento pode causar diversas fraturas e lesões, muitas vezes isso acontece porque o pet sai correndo quando o portão fica aberto ou escapa da guia. Além disso, os cachorros e gatos de rua quando estão assustados correm para o meio da rua. Infelizmente você já deve ter visto notícias sobre pets que são atropelados ou, em outros casos, você até presenciou um acidente envolvendo um cachorro.

É um momento de muito susto, mas é preciso manter a calma e conhecer alguns procedimentos para poder auxiliar o pet. Como para nós, humanos, quando antes o socorro for prestado, maiores são as chances do peludo sobreviver.

O primeiro passo é, se possível, retirar o pet do local com muito cuidado. Vá até ele com calma e cuidado, pois muitas vezes não sabemos o nível de dor do pet e qual temperamento dele diante dessa situação. Se a boca e nariz estiverem sujos, limpe para não atrapalhar a respiração.

Outro ponto importante é evitar ao máximo movimentos bruscos na região da coluna e ossos, para não correr o risco de piorar as lesões. Caso o pet esteja com hemorragia, deve-se pressionar o ferimento com um pano para evitar a perda excessiva de sangue. E garanta que o pet não irá lamber, morder o local da ferida.

Feito os primeiros socorros, é hora de levar o pet até um hospital veterinário. E como o transporte do pet deve ser feito? É importante colocar o pet em cima de uma superfície estável e resistente, por exemplo, tábua ou papelão. Em muitos casos o pet fica muito agitada, nesse caso, é recomendado tentar imobilizá-lo como o envolvendo em uma coberta. Por fim, o transporte deve ser feito com muita cautela, sem freadas bruscas até o hospital veterinário mais próximo.

Nunca leve o pet atropelado para casa, pois ele precisa de exames de sangue, ultrassom e, em alguns casos, de cirurgia. E não dê medicamentos sem orientação de um médico veterinário.

Quando o impacto não é muito forte, muitas vezes o pet consegue correr e se esconder embaixo de algum carro estacionado. Nesse caso, se aproxime devagar e aos poucos. Quando conseguir alcançá-lo o envolva com um pano ou toalha para evitar que escape de novo ou que você leve um arranhão, por exemplo.

Em ambos os casos, o pet pode entrar em estado de choque e ficar com a respiração agitada, ter um aumento na frequência cardíaca e até perder a consciência por isso, é preciso agir com rapidez e delicadeza. Falar palavras positivas com o pet pode ajudar a deixá-lo mais calmo e diminuir a sensação de medo.

Esse mesmo procedimento pode ser aplicado em pets que sofrem outros acidentes como uma queda.

 

Photo by Leo Rivas on Unsplash

 

O pet foi atropelado e o motorista fugiu do local? O que fazer?

Infelizmente é comum o motorista fugir após um acidente, no caso de um atropelamento de cachorro ou gato não uma legislação sobre o assunto, mas há lei que defende os pets de maus tratos. Saiba como denunciar aqui.

 

ENVENENAMENTO OU INTOXICAÇÃO ALIMENTAR

 

O pet pode ser vítima de envenenamento por acidente, por exemplo, ele pode encontrar algo que faça mal a saúde na calçada durante o passeio. Também há casos que o envenenamento é intencional, que normalmente ocorre quando casa tem o portão aberto e alguém joga/oferece algo prejudicial ao pet com a intenção de o fazer mal (infelizmente sabemos que há humanos capazes disso).

Em qualquer um dos casos, um pet envenenado apresenta sintomas como: vômitos, tonturas, convulsões e espuma pela boca. Leve-o imediatamente ao veterinário e se souber qual o ingerido não esqueça de comunicar ao veterinário.

Quando viajamos para sítios e fazendas é preciso ficar atento quanto a presença de cobras, pois há o risco do pet ser picado. Caso isso ocorra, também é recomendado levar o pet ao veterinário e é importante que o tutor saiba identificar a cobra, já que existem diferentes soros específicos para cada tipo. Se a identificação não for possível, o tratamento será sintomático, ou seja, de acordo com os sintomas que o pet apresentar como inchaço ou sangramento no local da picada.  

Além disso, já falamos os alimentos que os pets nunca podem comer, mas sabemos que qualquer pedacinho de alimento que cai no chão o cachorro ou gato pode comer. Mesmo um pedaço muito pequeno pode fazer com ele tenha  uma intoxicação alimentar, assim como no caso de envenenamento ao perceber algum sintoma leve o pet ao veterinário.

 

ENGASGOS

 

Cachorros e gatos muitas vezes são como bebês, gostam de colocar tudo que veem pela frente na boca ou gostam mastigar a tudo que encontram. É muito comum pet engasgar com bolinha que pode ser muito pequena ou muito grande para o seu porte, gravetos, pedras, plásticos etc.

Quando o pet está engasgado ele dá alguns sinais como: levar a pata até a boca, babando muito, tem dificuldade em respirar, fica chorando. Ao perceber que ele está engasgado é recomendado levá-lo imediatamente ao veterinário mais próximo da sua casa.

Você também pode ligar para o veterinário e pedir orientações do que fazer com o seu pet nesse momento, pois existem procedimentos que podem auxiliar na hora do engasgo, mas depende do porte e temperamento do pet.

 

Photo by freestocks.org on Unsplash

 

QUEIMADURAS

 

Outro acidente que pode acontecer com seu pet são as queimaduras, ele pode encostar as patinhas em algo muito quente ou mesmo água quente pode espirrar nele. Independente da queimadura o recomendado é levar em água corrente e limpa. Depois de lavar bem, cobrir com um pano limpo e o levá-lo ao veterinário.

Não use nenhum tipo de sabão, gelo ou pomadas.

 

Como falamos no primeiro tópico não é recomendado tratar o pet em casa, o mesmo vale para os casos de envenenamento, queimaduras e engasgos. Tenha sempre contato do veterinário ou de uma clínica veterinária 24hr para emergências e qualquer que seja o acidente sofrido pelo pet, o leve ao veterinário o quanto antes.

Seu pet já sofreu algum acidente? Sabia como agir na situação? Conte para nós suas experiências e ajude outros tutores com dicas sobre o que fazer nesses casos.

O que você achou??

2 points
Upvote Downvote
Equipe Petiko

Escrito por Equipe Petiko

Para pessoas que amam seu pet. Feito por pessoas que amam os seus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

O trio mais lindo de Doberman

12 histórias provam que adotar é tudo de bom