in

AmeiAmei OMGOMG TristeTriste InteressanteInteressante

Saiba os sinais de um pet com dor de ouvido ou perda de audição

Conheça os principais sintomas de um pet com dor de ouvido ou perda de audição. Quanto antes identificar é melhor para saber os cuidados corretos e necessários.

Você já chamou seu peludo e ele não veio? Muitas vezes confundimos isso como preguiça, mas pode ser que ele tenha deficiência auditiva. Ou vem reparando que seu amigão está coçando muito a orelha, tanto que está avermelhada e com odor? Pode ser que ele esteja falando “Mamãe/ papai meu ouvido está doendo”.

A dor de ouvido pode ocorrer em qualquer fase da vida do cachorro ou gato, assim como a perda auditiva. Por isso, separamos os principais sintomas e causas para você ficar sempre atento ao sinais do seu pet.

 

DOR DE OUVIDO EM CÃES E GATOS

 

A dor de ouvido, otite externa, pode ser muito comum em cães e gatos isso acontece porque as orelhas ficam muito expostas e inflamam bem rápido. A dor de ouvido costuma ser intensa e não grave, mas depende de cada caso. Os sinais mais comuns de que seu peludo está com dor de ouvido são:

– Coceira excessivamente as orelhas

– Secreção marrom, amarela ou com sangue

– Odor ruim na orelha

– Orelha avermelhada, inchada e/ ou  apresentar perda de pelo ao redor da orelha

– Balançar a cabeça

– Inclinar a cabeça para um lado

– Perda de equilíbrio

– Perda de apetite

A dor de ouvido pode ser dividida em: crônica ou aguda. A dor de ouvido crônica é quando o pet apresenta uma dor mais persistente, contínua e, normalmente, é provocada por outro motivo. Já a aguda, é dividida em crises e pode ser tratada facilmente.

É possível evitar as dores de ouvido com atitudes simples como olhar com regularidade a orelha. A limpeza delas não precisam ocorrer com uma frequência muito grande, mas sempre que for feita é recomendado usar um algodão umedecido com uma solução indicada pelo veterinário, verificar se apresenta vermelhidão, odor etc. É importante sempre secar bem as orelhas após os banhos, idas à piscina, praia etc.

A dor de ouvido pode ser causada pela própria tendência do pet ter esse tipo de infecção, por exemplo, algumas raças com maior probabilidade como Cocker Spaniel e Labrador Retriever.

Outras causas comuns são: umidade em excesso, o canal do ouvido estar obstruído, alergias, tratamento inadequado, higienização mal feita, vento muito forte etc. Ter dor de ouvido pode ser um primeiro sintoma de outra doença como as virais, autoimunes, distúrbios glandulares.

 

Photo by Mitchell Orr on Unsplash

 

Sempre que seu cachorro apresentar algum sintoma, procure um veterinário para saber o melhor tratamento que, muitas vezes, é feita com a limpeza dos ouvidos e aplicação de medicamento ou em outros casos, uso de antibióticos.

 

PERDA DE AUDIÇÃO EM PETS

 

A perda de audição não ocorre apenas em pets idosos, como muitos tutores imaginam. Há casos de perda auditiva em cães e gatos em qualquer idade. Pode ser permanente, temporária ou ocorrer de maneira gradual.

As principais causas de perda de audição: acúmulo de cera, infecção de ouvido e idade avançada. Além disso, qualquer lesão na orelha pode causar a surdez como um atropelamento, queda, tumor ou otite grave. Como falamos anteriormente, há dor de ouvido crônica e aguda, caso a dor crônica não tenha um tratamento adequado pode causar a perda de audição do pet também.

Algumas raças têm mais probabilidade em apresentar problemas auditivos: Boston Terrier, Cocker Spaniel, Dálmata, Pastor Alemão, Maltês e Poodle. Já nos felinos, a surdez ocorre mais em gatos brancos com cores de olho diferentes.

Independente da raça ou idade, os sintomas mais comuns de perda auditiva em pets são:

– Não reagir a sons inesperados, por exemplo, porta batendo forte

– Não reagir quando o chama ou dá algum comando, continua dormindo mesmo com barulho muito forte, ele só acorda quando mexe nele

– Não reagir a sons de brinquedo que não estão no seu campo de visão

– Ficar incomodado ou não gosta quando você toca na orelha dele

– Sacudir em excesso a cabeça

– Latir muito

– Cheiro forte nas orelhas

– Agir com surpresa quando é tocado

Desconfia que seu pet está com perda auditiva? Vamos dar uma maneira bem simples de saber se seu pet escuta ou não:

Quando seu pet estiver dormindo ou distraído olhando para qualquer lugar, menos para você, faça algum barulho que não cause vibração no chão, por exemplo, chacoalhar uma lata com pedrinhas, apito ou assobio. O pet sem perda auditiva pode reagir, na maioria dos casos, de duas formas: levantar as orelhas ou olhar em direção ao barulho.

 

Photo by Annie Spratt on Unsplash

 

Infelizmente não é possível medir o grau de surdez do pet, como ocorre em humanos com o exame de  audiometria que permite avaliar a função auditiva do paciente e detectar informações como: tipo e grau da perda auditiva. Do mesmo modo, não é comum a utilização de aparelho auditivo em pets por conta do alto custo do aparelho e muitas vezes são desconfortáveis para o peludo.

Muitos tutores ficam preocupados quando descobrem que seu pet não escuta, mas como sabemos os peludos são ótimos em compreender gestos e a nossa linguagem corporal, é possível ter uma boa comunicação com seu pet. Ensine comandos com as mãos, use sinais de luz ou bater pés é uma boa solução.

Outra dica é colocar um sino na coleira do pet para saber sempre onde ele está e deixe indicado na coleira que é um pet surdo, o que pode ajudar no caso dele fugir de casa.

Um pet com deficiência auditiva é tão companheiro quanto qualquer outro, a base para uma boa relação é ter muito amor, carinho e paciência.

 

Lembre-se procure um veterinário sempre que perceber algum sintoma de dor de ouvido ou surdez no seu pet.

 

Artigo relacionado: Meu pet ficou paraplégico. E agora?

 

Seu peludo já teve dor de ouvido? Ou tem um pet com deficiência auditiva? Conte suas experiências com ele para gente nos comentários.

O que você achou??

3 points
Upvote Downvote
Equipe Petiko

Escrito por Equipe Petiko

Para pessoas que amam seu pet. Feito por pessoas que amam os seus.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comentários

0 comments

Cachorro mancando? Conheça as principais causas

Lugares para passear com cachorros em São Paulo